Juventus reacende velha polêmica com novo título na Itália

domingo, 5 de maio de 2013 15:30 BRT
 

Centenas de torcedores da Juventus invadiram o gramado depois que o time venceu mais um título do Campeonato Italiano neste domingo, forçando os jogadores a aguardar no vestiário.

O título também reacendeu velhas polêmicas, como o fato de o clube reivindicar seu 31º título italiano, ao passo que apenas 29 deles são reconhecidos pela federação.

A Juve teve seus títulos de 2005 e 2006 revogados por conta do escândalo de manipulação de resultados, conhecido como Calciopoli, mas inclui, mesmo assim, os dois campeonatos na conta.

Quando o jogo terminou, um enorme escudo do clube foi posto no círculo central do campo com o número 31 estampado.

"Quantos scudettos a Juve conquistou? Para mim, são 31", disse o zagueiro Andrea Barzagli, em entrevista à RAI.

Assim que o juiz apitou o fim de partida, torcedores correram em direção ao campo do Juventus Stadium, ignorando os avisos dos locutores do estádio para que o gramado não fosse invadido.

A televisão flagrou torcedores mais radicais, os "Ultras", discutindo entre si em campo, enquanto que os atletas tentavam, com muito esforço, se desvencilhar da multidão para acessar o vestiário.

Durante a temporada, a equipe de Turim foi dominante, tendo vencido 26 dos 35 jogos até aqui, com apenas quatro derrotas. Na edição anterior, a Juve havia vencido a liga italiana de forma invicta.

"Foi uma jornada triunfante, vitoriosa, sob qualquer ponto de vista", disse o treinador Antonio Conte, antes de ganhar um "banho de gelo" dos atletas.

"Essa temporada não foi tão fácil quanto a primeira. A Liga dos Campeões nos exigiu muito, assim como a Copa Itália."

As comemorações também foram ofuscadas pela incerteza em torno do futuro de Conte no comando da Juventus, que venceu as duas edições do Campeonato Italiano que disputou sob liderança do jovem treinador.