Maradona agride jornalistas na chegada a Buenos Aires

quarta-feira, 15 de maio de 2013 16:03 BRT
 

BUENOS AIRES, 15 Mai (Reuters) - O ex-jogador argentino Diego Maradona insultou jornalistas e chutou um fotógrafo depois de chegar em casa, em Buenos Aires, vindo de Dubai, onde ele trabalha como embaixador esportivo.

Um passageiro no voo de terça-feira também acusou o ex-capitão da Argentina e técnico, que estava acompanhado de sua namorada de 22 anos, Rocio Oliva, de insulto e agressão.

Maradona, de 52 anos, viajou para a Argentina para conhecer Diego Fernando, o filho que ele teve com a ex-namorada Veronica Ojeda, e fazer uma surpresa para sua filha mais nova, Giannina, em seu aniversário, informou a imprensa local nesta quarta-feira.

Reportagens de televisão mostraram um Maradona mal-humorado cercado por microfones e cegado por flashes dos fotógrafos, chamando repórteres de "pessoas más" por perguntar-lhe sobre sua visita e gritando que iria "conversar apenas com seus (jornalistas) amigos."

Fontes no aeroporto internacional Ezeiza, nos arredores de Buenos Aires, disseram que Maradona tinha permissão para sair em um carro na pista do local, mas a namorada dele não, então ele optou por acompanhá-la e enfrentar a imprensa esperando no terminal.

O passageiro, que se apresentou a jornalistas de televisão como Ernesto, disse que tinha oferecido a Maradona um suplemento dietético que ele vende. "O pouco que restava do ídolo foi para o diabo. Ele é um valentão, ele me insultou e me empurrou".

Mais tarde, Maradona foi levado para a casa de sua ex-namorada nas proximidades de Ezeiza para ver o seu filho de 3 meses pela primeira vez.

"No caminho, sob forte chuva, Maradona fez o carro parar, saiu com um charuto na mão, pegou algumas pedras na beira da estrada e começou a jogá-las nos carros dos repórteres e chutou a perna de um fotógrafo", disse um paparazzo à rádio La Red.

(Reportagem de Luis Ampuero)