Balotelli é advertido a não deixar campo em caso de racismo

sexta-feira, 17 de maio de 2013 10:11 BRT
 

Por Terry Daley

ROMA, 17 Mai (Reuters) - O presidente da Associação Italiana de Árbitros (AIA) disse que o atacante Mario Balotelli, do Milan, será expulso se deixar o campo mais uma vez em protesto contra manifestações racistas de torcedores.

"Todos têm liberdade para expressar suas opiniões, mas há regras. Quem deixar o campo para fazer um protesto, sem avisar o árbitro nem ser substituído, será expulso", disse Marcello Nicchi em entrevista exibida nesta sexta-feira pelo canal SkyTG24.

"Precisa ser dada menos importância a esse fenômeno como fato midiático, e mais importância do ponto de vista do que pode ser feito realisticamente, ser duro e inflexível com os idiotas que cantam esses coros vergonhosos."

No domingo, o atacante foi novamente alvo de torcedores rivais que imitavam macaco, durante partida contra a Roma. O jogo foi suspenso durante dois minutos, e os alto-falantes do estádio emitiram um aviso contra esse comportamento.

Balotelli disse que esteve prestes a abandonar a partida, mas não fez isso para não causar dificuldades ao seu time. Ele afirmou, no entanto, que numa próxima ocasião vai sair de campo.

 
Jogador do Milan Mario Balotelli gesticula durante partida pela primeira divisão do Campeonato Italiano contra o Roma, no estádio San Siro, em Milão. O presidente da Associação Italiana de Árbitros (AIA) disse que o atacante Mario Balotelli, do Milan, será expulso se deixar o campo mais uma vez em protesto contra manifestações racistas de torcedores. 12/05/2013. REUTERS/Alessandro Garofalo