Mudanças em pneus da F1 serão menos dramáticas do que se pensava

segunda-feira, 20 de maio de 2013 10:50 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES, 20 Mai (Reuters) - Os novos pneus a serem introduzidos neste mês na Fórmula 1 causarão mudanças menos dramáticas do que alguns esperavam, ou temiam, disse a fornecedora Pirelli nesta segunda-feira.

O diretor esportivo Paul Hembery disse à Reuters que a empresa italiana vai encontrar uma solução com a qual todas as equipes concordem, e sem que isso tenha um impacto importante sobre os rumos do campeonato.

O objetivo, disse ele, é "fazer as mudanças que você precisa fazer, com perturbação mínima para a igualdade esportiva".

"O que estamos tentando fazer é encontrar um meio termo, e é nisso que estamos. As mudanças necessárias vão aparecer menos do que se anteviu inicialmente."

A Pirelli disse na semana passada, após um GP da Espanha cheio de pit-stops e com alguns problemas graves de pneus nos treinos, que irá alterar a estrutura e os compostos dos seus pneus a partir do GP do Canadá, em 9 de junho -- sétima das 19 etapas da temporada.

Lotus e Ferrari, as equipes que melhor haviam se adaptado aos atuais pneus, criticaram a mudança. Eric Boullier, dirigente da equipe italiana, disse que mudar os pneus no meio da temporada seria o mesmo que encurtar um campo de futebol pelo fato de uma das equipes não ser tão veloz quanto os adversários.

 
Membro da equipe McLaren inspeciona os pneus da Pirelli antes do início dos treinos para o GP de Cingapura. Os novos pneus a serem introduzidos neste mês na Fórmula 1 causarão mudanças menos dramáticas do que alguns esperavam, ou temiam, disse a fornecedora Pirelli nesta segunda-feira. 20/09/2012. REUTERS/Edgar Su