20 de Maio de 2013 / às 19:44 / em 4 anos

Dilma inaugura Arena Pernambuco com "tabelinha" com Campos

A presidente Dilma Rousseff dá pontapé inicial na Arena Pernambuco, ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo (C), e do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (E), nesta segunda-feira. Foto divulgação/Palácio do Planalto

20 Mai (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff deu nesta segunda-feira o pontapé inicial da Arena Pernambuco, o último estádio a ficar pronto para a Copa das Confederações, que será disputada em junho em seis cidades brasileiras.

Ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a presidente ainda fez um gol após uma "tabelinha" com Campos e tendo Aldo como goleiro.

"Hoje nós mostramos, mais uma vez, que nós somos capazes de entregar, em parceria com o governo de Pernambuco, mais um estádio de alta qualidade", afirmou Dilma pouco antes de visitar o estádio. "Com isso, (estamos) encerrando o primeiro ciclo de estádios para a Copa."

A presidente mostrou bandeiras do Santa Cruz e do Sport e uma camisa do Náutico, os três principais clubes do Estado, mas não discursou no estádio.

A Arena Pernambuco, construída na cidade de São Lourenço da Mata (região metropolitana de Recife) a um custo de 532 milhões de reais, tem capacidade para 46 mil pessoas e receberá cinco partidas da Copa do Mundo de 2014 e três da Copa das Confederações: Espanha x Uruguai (16 de junho), Itália x Japão (19 de junho) e Uruguai x Taiti (23 de junho).

Em mensagem gravada, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse estar "ansioso para ir pessoalmente a Recife" e destacou o "legado" para a região com a construção do estádio, que terá também eventos de outros esportes, shows, feiras e convenções.

Um jogo entre operários que trabalharam na arena, ainda nesta segunda-feira, é o primeiro no estádio, porém com a capacidade reduzida para 15 mil pessoas. Na quarta-feira, será realizado o primeiro confronto com jogadores profissionais em campo, com as equipes de Náutico e Sporting, de Portugal.

Com a inauguração da Arena Pernambuco, todos os seis estádios da Copa das Confederações foram abertos, depois de atrasos e reclamações da Fifa.

No sábado, Dilma esteve na inauguração do estádio de Brasília, que abrirá a Copa das Confederações em 15 de junho, e também deu o pontapé inicial da arena. O estádio Nacional Mané Garrincha passou por reparos logo depois do primeiro jogo, já que houve problemas, como vazamentos nos banheiros, e os sinais de telefone e Internet não funcionaram "a contento".

"É para detectarmos estas falhas que estamos realizando os eventos-teste e as correções vão acontecer", disse o secretário extraordinário da Copa em Brasília, Claudio Monteiro, em comunicado.

Apenas dois dos seis estádios da Copa das Confederações, um teste para o Mundial de 2014, ficaram prontos no prazo inicial estabelecido pela Fifa (dezembro de 2012): o Castelão, em Fortaleza, e o Mineirão, em Belo Horizonte.

Devido aos atrasos nas obras, a Fifa estendeu a entrega até abril, quando foram inauguradas as arenas de Salvador e Rio de Janeiro.

Por Tatiana Ramil, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below