Futebol italiano registra 3 novos casos de racismo

segunda-feira, 20 de maio de 2013 19:31 BRT
 

20 Mai (Reuters) - A Roma e a Inter de Milão foram multadas em 50 mil euros por causa de coros racistas gritados por seus torcedores na rodada de encerramento do Campeonato Italiano, no domingo, horas depois de torcedores da Fiorentina vaiarem o atacante negro Mario Balotelli, do Milan.

Os três incidentes ilustram a gravidade do problema do racismo no futebol italiano, que perdura apesar dos esforços das autoridades.

Em nota divulgada na segunda-feira, dirigentes da Série A italiana disseram que a Roma terá de interditar o setor "Curva Sul" do seu estádio durante um jogo no começo da próxima temporada, como punição por incidentes durante a partida contra o Napoli.

A nota disse que a Inter, já multada em 50 mil euros (64,3 mil dólares) por coros racistas contra Balotelli em fevereiro, recebeu novamente uma multa do mesmo valor por causa de incidentes no jogo contra a Udinese, além de um aviso para que esse comportamento não se repita.

Também na segunda-feira, Balotelli - alvo frequente de ataques racistas - usou o Twitter para se queixar dos xingamentos que ouviu de torcedores da Fiorentina quando o ônibus da sua equipe passava por Florença, durante a madrugada, depois da partida contra o Siena.