26 de Maio de 2013 / às 17:54 / 4 anos atrás

Federer passeia e vence novato espanhol no Aberto da França

Suíço Roger Federer participa de partida contra o espanhol Carreno-Busta pelo Aberto da França em Paris. Com tranquilidade habitual, o veterano Roger Federer não teve dificuldades para despachar o novato espanhol Pablo Carreno-Busta na primeira rodada do Aberto da França, neste domingo, dando início à trajetória na busca pelo segundo título em Roland Garros com uma vitória por 6-2, 6-2 e 6-3. 26/05/2013Philippe Wojazer

Por Julien Pretot

PARIS, 26 Mai (Reuters) - Com tranquilidade habitual, o veterano Roger Federer não teve dificuldades para despachar o novato espanhol Pablo Carreno-Busta na primeira rodada do Aberto da França, neste domingo, dando início à trajetória na busca pelo segundo título em Roland Garros com uma vitória por 6-2, 6-2 e 6-3.

Segundo cabeça-de-chave, o suíço, que está a apenas dois torneios do recorde de 56 Grand Slams disputados pelo sul-africano Wayne Ferreira, não esteve em perigo em momento algum na quadra Philippe Chatrier, e fechou a partida com um backhand que tocou a linha e lhe conferiu o ponto final.

Mais uma vez, o campeão de 17 Grand Slams não está entre os favoritos em Paris, o que certamente não o afeta.

"Como em outros anos, as pessoas apostam em Djokovic para vencer os quatro Slams na sequência, no Nadal para vencer na França de novo. É a mesma coisa todo ano", disse Federer, campeão de Roland Garros uma única vez, em 2009, aos jornalistas.

Na próxima rodada, ele encara o indiano Somdev Devvarman, em busca de uma vaga na terceira rodada.

Federer, que deu seus primeiros passos em Roland Garros com uma derrota em quatro sets para o então terceiro cabeça-de-chave Patrick Rafter em 1999, conseguiu 10 aces e 11 winners com o forehand neste domingo.

A partida, com duração de 1 hora e 20 minutos, colocou o multicampeão frente a frente com um estreante no Aberto da França, que conquistou sete torneios consecutivos da série Future no ano.

O suíço sabia que o ranking de Carreno-Busta (166º) não condizia com o talento do espanhol, especialmente no saibro, e iniciou a partida pressionando o rival, cujo grande resultado no ano foi a semifinal do Aberto de Portugal.

"Ele já havia disputado diversas partidas no saibro, em comparação a mim", disse Federer.

"Eu sabia que o jogo poderia ser traiçoeiro se eu não mantivesse um nível de jogo e agressividade, e se ver envolvido em longos ralis. Talvez era isso o que ele estava procurando."

"Comecei os três sets muito bem, fui capaz de abrir vantagem. E depois, jogando com uma quebra a favor diante de um jogador como ele deixa tudo mais fácil. Então enfatizei esse momento, essa vantagem."

O espanhol, de 21 anos, chegou a conquistar uma quebra de saque no primeiro set, mas não conseguiu manter o nível durante o jogo, apenas seu primeiro em Grand Slams -- Federer, por outro lado, contabiliza 291 partidas em torneios deste nível.

Carreno-Busta sai do torneio credenciado para disputar mais campeonatos do circuito ATP, tendo jogado apenas nove partidas em comparação às 1.101 do suíço.

"Eu joguei oito torneios do tipo Future nesse ano, e joguei todos muito bem", disse Carreno-Busta em coletiva de imprensa.

"Venci sete deles, o que foi muito, muito bom para meu tênis. Mas chegou a hora de enfrentar outros tipos de oponentes."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below