Grosjean perde 10 posições no Canadá por acidente em Mônaco

domingo, 26 de maio de 2013 16:04 BRT
 

Por Alan Baldwin

MÔNACO, 26 Mai (Reuters) - O piloto da Lotus Romain Grosjean recebeu uma punição da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e vai perder 10 posições no grid de largada do GP do Canadá de F1, no próximo mês, por conta de um acidente causado por ele que tirou o australiano Daniel Ricciardo, da Toro Rosso, da prova em Mônaco, neste domingo.

Os comissários da prova decidiram que o francês, que ficou marcado por acidentes no último ano e chegou a ser banido de uma corrida por conta deles, foi o responsável pela colisão que aconteceu assim que os dois carros deixaram o túnel, na volta de número 62.

Depois da prova, Grosjean culpou o australiano pelo ocorrido.

"Eu estava seguindo-o de perto por 61 voltas e ele estava tendo dificuldades com os pneus traseiros, que sofriam com as granulações e ficaram sem aderência", disse.

"Eu estava muito perto no túnel e tive de percorrer a mesma linha que ele por muitas voltas. Então caí na armadilha quando ele freou muito cedo no meio da pista."

Segundo Grosejan, o mais frustrante do fim de semana é que nos treinos classificatórios ele também se envolveu em problemas com Ricciardo -- argumentou que fora bloqueado pelo adversário no sábado e que por isso teve de largar em 13º.

O australiano, que estava em 13º no momento do acidente, viu o problema de outra forma.

"Eu pude ver que Grosjean estava mais rápido assim que saímos do túnel e, quando ele se aproximou, eu defendi minha posição. Depois, só percebi quando ele já estava em cima de mim", disse.

"Eu ainda não assisti na TV, mas no momento acredito que ele tomou a decisão errada e mais perigosa."

O GP do Canadá de Fórmula 1 acontece no dia 9 de junho.