Brasil inicia treinos de olho em diferença física dos atletas

quarta-feira, 29 de maio de 2013 18:48 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 29 Mai (Reuters) - Ainda sem sete jogadores do grupo de 23 convocados para amistosos contra Inglaterra e França antes da estreia na Copa das Confederações, a seleção brasileira fez seu primeiro treino, nesta quarta-feira, em uma unidade militar no Rio de Janeiro.

O técnico Luiz Felipe Scolari recebe um grupo em momentos distintos de preparação física. Os que jogam na Europa estão no fim da temporada 2012/2013 ao passo que os que atuam no Brasil estão no meio da temporada.

"Vamos tentar ajustar essa diferença entre quem vem de fora e quem joga no Brasil, que certamente estará pronto. O trabalho dará prioridade à parte técnica-tática. Esperamos deixar o Felipão com o maior tempo possível para preparar a equipe", disse o preparador físico Paulo Paixão.

"É um grupo novo, pouco tempo e não dá para desenvolver um trabalho como estamos acostumados. A preocupação é com a parte muscular, porque jogadores estão vindo de outros países e vamos trabalhar para amenizar o risco de lesão."

Antes do período de treinos, jogadores fizeram exames médicos ainda na concentração e o trabalho será complementado em Goiânia, na semana que vem, durante os preparativos para o amistoso contra a França, no dia 9, em Porto Alegre. Antes, no domingo, a partida será contra a Inglaterra, no estádio do Maracanã.

O primeiro treino para o jogo com os ingleses durou cerca de uma hora e meia. Inicialmente, o trabalho foi comandado pelo preparador físico Paixão e observado de perto por Felipão.

Além de um mini-coletivo tático com oito jogadores de cada lado, os atletas treinaram cruzamentos e finalizações. Felipão ainda não pode contar os jogadores de Fluminense (Fred, Jean e Diego Cavalieri), Atlético Mineiro (Bernard e Réver), que disputam a Copa Libertadores nesta semana, e Bayern de Munique (Dante e Luiz Gustavo), que não se apresentaram por não terem sido liberados pelo clube, que disputa a final da Copa da Alemanha no sábado.

O atacante Neymar foi o mais assediado, as fãs gritavam o nome do novo jogador do Barcelona a todo instante e pediam para ele não ir embora para a Espanha.

O Brasil estreia na Copa das Confederações no dia 15 de junho, contra o Japão, em Brasília.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)