Mercedes e Ferrari são questionadas por testes com pneus

sábado, 1 de junho de 2013 12:32 BRT
 

LONDRES, 1 Jun (Reuters) - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) colocou a Ferrari e a Mercedes na berlinda na sexta-feira ao iniciar uma investigação sobre supostas violações nos regulamentos de testes.

O organismo regulador disse em comunicado que pediu às equipes que respondam às questões "em observância às regras judiciais e disciplinares".

Ambas teriam participado de testes com pneus para a Pirelli, única fornecedora na atual temporada, apesar da proibição deste tipo de testes pelas escuderias.

O desdobramento foi uma reviravolta irônica na polêmica que tomou conta da Fórmula 1 desde o GP de Mônaco, no fim de semana passado, dado que a Ferrari havia protestado à FIA a respeito do teste da Mercedes.

Um porta-voz da FIA disse que foi solicitado às duas equipes que respondam a uma lista de perguntas e que elas ainda não foram convocadas para nenhuma audiência formal ou tribunal, o que pode levar à aplicação de sanções pesadas.

A Ferrari acrescentou seu protesto a um já registrado pela campeã Red Bull depois do vazamento da notícia de que a Mercedes fez testes com os pilotos Nico Rosberg e Lewis Hamilton em seus carros atuais na Espanha neste mês.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, insinuou que a Mercedes obteve uma vantagem ilegal no teste de mil quilômetros em Barcelona, realizado de forma "sorrateira" sem o conhecimento de outros.

Na sequência, surgiram relatos na mídia de que a Ferrari também conduziu testes para a Pirelli, embora com um carro de 2011 e realizado pela linha comercial Corse Clienti, ao invés do carro de F1, algumas semanas antes.

A Pirelli confirmou que a Mercedes não foi a única equipe que testou para a marca nesta temporada, mas não mencionou a Ferrari publicamente como a outra equipe envolvida.   Continuação...