1 de Junho de 2013 / às 21:28 / 4 anos atrás

Felipão pode manter formação de amistoso na Copa das Confederações

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO1 Jun (Reuters) - A seleção brasileira deve entrar em campo contra a Inglaterra, no domingo, com uma formação ofensiva que, se der certo no amistoso, poderá ser a base para a Copa das Confederações, antecipou o técnico Luiz Felipe Scolari neste sábado.

“Vocês viram o time e o treino de ontem. É provável que seja esse”, declarou o treinador em entrevista a jornalistas depois de um treino de reconhecimento da seleção no gramado do novo Maracanã.

Assim, a equipe deverá entrar em campo com Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho, Fernando, Oscar e Lucas; Fred e Neymar.

Após esse jogo, o Brasil ainda enfrenta a França em mais um amistoso no dia 9 de junho, em Porto Alegre. A estréia na Copa das Confederações será em 15 de junho, contra o Japão, em Brasília.

“Se (os jogadores) me derem a resposta com equilíbrio tático, pode ser o time da Copa das Confederações”, afirmou Felipão.

No entanto, o treinador revelou preocupações com o posicionamento do meio-de-campo.

“Pedi ao (coordenador Carlos Alberto) Parreira para me ajudar com fotos porque tem um defeito no meio-de-campo. Mostramos (ontem) aos jogadores no telão da concentração”, revelou Felipão.

Felipão revelou que também precisa se adaptar ao grupo, que considera mais jovem do que aquele com que conquistou o pentacampeonato mundial na Coreia do Sul e no Japão em 2002.

“O grupo é mais moleque e bem diferente que em 2002. A maioria tem a idade do meu segundo filho. Às vezes trato eles como um pai ou como amigo mais velho.... naquela seleção (de 2002) tínhamos bastante jogadores rodados e com idade”, explicou Felipão.

O treinador da seleção brasileira, que já dirigiu o inglês Chelsea, espera um jogo técnico neste domingo, uma vez que o futebol inglês, de acordo com ele, evoluiu muito nos últimos 15 anos. “Não vai ser um jogo de pegada, será um jogo de muita técnica”, disse ele.

OBRAS

A poucas horas do amistoso e às vésperas da Copa das Confederações, o Maracanã ainda está inacabado e com obras em alguns locais.

Operários com capacetes de segurança, correndo de um lado para o outro, eram vistos a todo instante. Mas “dentro de campo está tudo certo”, garantiu Felipão, apesar de ter concorrido com o barulho de furadeiras usadas por operários que trabalhavam ao lado da sala de entrevistas.

O amistoso entre Brasil e Inglaterra chegou a ser cancelado por algumas horas na última quinta-feira, por decisão da Justiça que alegou falta de segurança no estádio.

O Maracanã foi reaberto no final de abril, com utilização de apenas 30 por cento da capacidade e somente para convidados, após passar por uma reforma de mais de 1 bilhão de reais que modificou completamente o estádio que será o palco da final da Copa do Mundo de 2014.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below