2 de Junho de 2013 / às 23:49 / em 4 anos

Felipão diz que substituições "ousadas" prejudicaram equipe

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO, 2 Jun (Reuters) - O Brasil fez contra a Inglaterra um primeiro tempo considerado taticamente ideal pelo técnico Luiz Felipe Scolari, mas perdeu o padrão de jogo e ficou exposto demais em consequência das substituições feitas para tornar o time mais ofensivo na etapa final, afirmou o treinador após o empate por 2 x 2 neste domingo.

Na partida realizada na reabertura do Maracanã, a seleção brasileira se impôs diante dos ingleses nos primeiros 45 minutos e só não abriu o marcador porque parou em defesas importantes do goleiro inglês Joe Hart. Mesmo assim, Felipão decidiu colocar em campo o meia Hernanes e o lateral-esquerdo Marcelo nas vagas de Luiz Gustavo e Filipi Luis no intervalo, tornando o time mais ofensivo.

“Decidimos correr risco porque era um jogo que não ia mudar nada na nossa vida, nós temos que testar para ver”, disse o treinador, reconhecendo que se fosse um jogo para valer, teria adotado uma postura mais cauteloso.

“No primeiro tempo, nós tivemos uma colocação em campo excelente. No segundo, nós tivemos uma colocação em campo que não quero e não gosto, uma equipe muito aberta, dando disponibilidade ao adversário para dominar, jogar e fazer os gols”, disse o treinador.

O Brasil abriu o marcador com Fred justamente no rebote de um chute de Hernanes no travessão, mas a equipe perdeu a consistência na marcação e permitiu a virada inglesa, com gols de Wayne Rooney e Alex Oxlade-Chamberlain. Paulinho depois empatou a partida para o Brasil.

Esse foi o sexto jogo de Felipão desde que voltou à seleção brasileira no fim do ano passado, com apenas uma vitória contra a Bolívia. Um dos dilemas do treinador está na formação do meio-campo: usar volantes de marcação ou jogadores com melhor saída de bola.

Depois que a Inglaterra virou, Felipão decidiu reforçar a marcação no meio com a entrada do volante Fernando na vaga do meia-atacante Hulk. Segundo o técnico, a alteração segurou o time adversário e abriu caminho para o Brasil buscar o empate.

“Se os torcedores entendem que a colocação do Fernando é para não perder, eu não vou explicar isso. Eu vou colocar aquele jogador para dar consistência novamente”, disse Felipão.

Felipão antecipou que o time que começou a partida contra a Inglaterra provavelmente será o mesmo que vai enfrentar a França, no próximo domingo, em Porto Alegre, no último amistoso da equipe antes da Copa das Confederações. Uma única alteração pode ser a entrada de Marcelo, que começou no banco para ser poupado, na vaga de Filipe Luis.

“Estou satisfeito com o que foi jogado no primeiro tempo, já é aquilo que eu pretendo em termos de meio e em termos de ataque. Já me deu aquilo que eu acho que deve ser uma equipe bem compactada e com qualidade”, afirmou.

O time titular contra os ingleses foi formado por: Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva e David Luiz; Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar e Hulk; Neymar e Fred.

A seleção brasileira se reúne novamente a partir de terça-feira, em Goiânia, antes do jogo com a França. Depois o time disputará a Copa das Confederações. O primeiro jogo será no dia 15, contra o Japão, em Brasília. Dia 19, com o México, joga em Fortaleza. E no dia 22, em Salvador, encerra a primeira fase contra a Itália.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below