Neymar se apresenta ao Barcelona e diz que ajudará Messi a seguir como o melhor

segunda-feira, 3 de junho de 2013 17:49 BRT
 

BARCELONA, 3 Jun (Reuters) - O atacante Neymar foi apresentado nesta segunda-feira à torcida do Barcelona no estádio Camp Nou e assinou contrato de cinco anos com o clube espanhol, antes de afirmar que sua intenção é ajudar Lionel Messi a continuar sendo o melhor jogador do mundo.

O brasileiro de 21 anos, cinco anos mais jovem que Messi, formará o ataque do Barça com o argentino na próxima temporada, depois que os atuais campeões espanhóis levaram a melhor sobre seu rival Real Madrid na disputa por tirá-lo do Santos.

Diante de quase 60 mil torcedores, Neymar disse em catalão que estava muito feliz e que realizava um sonho ao jogar pelo Barça.

Em português, Neymar afirmou que quer ajudar Messi, eleito o melhor do mundo pela Fifa nos últimos quatro anos, a continuar no topo.

"Estou realizando um sonho de estar no "Mais que um Clube", o Barça, e ajudar a equipe. Não só o Barcelona, mas também ao Messi a continuar sendo o melhor do mundo", disse o ex-jogador do Santos.

Neymar, que vestia o uniforme do Barça sem número, fez embaixadinhas, atirou bolas para a torcida e foi cercado por crianças. Na concorrida entrevista coletiva depois da apresentação, ele disse que teve que lutar para conter as lágrimas.

"É um grande dia para mim e minha família. Ter a chance de jogar com tantos jogadores importantes, por quem tenho admiração desde que era criança, é algo que tenho que agradecer a Deus", disse.

"Nunca me preocupei em ganhar a Bola de Ouro ou ser o melhor jogador do mundo. O melhor já está aqui e é o Messi. E agora posso observá-lo de perto e ajudá-lo."

Neymar estava acompanhado do vice-presidente do Barça Josep Maria Bartomeu e do diretor esportivo Andoni Zubizarreta. Bartomeu revelou que o Barcelona pagou 57 milhões de euros (74 milhões de dólares) para contratar Neymar.   Continuação...

 
Neymar acena a torcedores do Barcelona em sua apresentação ao clube, após assinar contrato de cinco anos com o time, no estádio Camp Nou, em Barcelona, na Espanha, nesta segunda-feira. 03/06/2013 REUTERS/Gustau Nacarino