9 de Junho de 2013 / às 21:23 / em 4 anos

Brasil bate França e quebra jejuns antes da Copa das Confederações

Oscar comemora com Neymar gol que marcou no amistoso da seleção com a França em Porto Alegre. O Brasil derrotou a França por 3 x 0, com gols de Oscar, Hernanes e Lucas. 9/6/2013Paulo Whitaker

9 Jun (Reuters) - A seleção brasileira derrotou a França por 3 x 0 em amistoso neste domingo na Arena Grêmio, em Porto Alegre, e quebrou dois longos jejuns. O Brasil não vencia os franceses há 21 anos e não batia um time campeão mundial desde novembro de 2009.

No último jogo antes da estreia na Copa das Confederações, a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari teve uma atuação irregular, mas o resultado dá um ânimo maior para o torneio em casa a partir da próxima semana.

"A gente ficou muito feliz, é muito importante para começar bem a Copa das Confederações. A gente está melhorando a cada jogo", disse o meia Oscar, autor do primeiro gol.

Essa foi também a primeira vitória de Felipão sobre uma equipe tradicional desde seu retorno à seleção, no fim do ano passado. Em 2013 o time só havia derrotado a Bolívia, além de ter empatado com Itália, Rússia, Chile e Inglaterra, e perdido para os próprios ingleses no primeiro jogo do ano.

Mais do que um adversário forte, a França tem um histórico vencedor contra o Brasil em Copas do Mundo. Eliminou os brasileiros em 1986 e em 2006 e foi campeã mundial em casa diante dos brasileiros em 1998.

No último amistoso entre as equipes, em 2011, os franceses venceram por 1 x 0, em partida que foi marcada pela expulsão de Hernanes.

"Eu estava muito concentrado (no banco de reservas) esperando a oportunidade, porque aquele jogo tinha que ser esquecido. Consegui reescrever a história", afirmou Hernanes após marcar o segundo gol da partida.

A seleção francesa reforçou o meio-campo diante do Brasil e fez um bom primeiro tempo, mas tomou um gol de Oscar logo depois do intervalo e de Hernanes e Lucas, de pênalti, no final da partida.

As primeiras boas chances do amistoso foram do Brasil. Com menos de 1 minuto de jogo, o goleiro francês Lloris tentou sair driblando, mas perdeu a bola para Neymar, que demorou muito para chutar e não deu sequência no lance. Aos 2 minutos, Fred recebeu cruzamento da direita e chutou por cima do travessão.

O início promissor, porém, deu lugar a um futebol lento na seleção brasileira e poucas oportunidades foram criadas.

A França, por outro lado, fechava bem os espaços no meio-campo e saía mais rápido para o ataque. Na melhor chance do time francês, que perdeu de 1 x 0 para o Uruguai na quarta-feira, Guilavogui cabeceou dentro da pequena área, assustando o goleiro Júlio César.

No final do primeiro tempo, os brasileiros aceleraram mais o jogo, mas Fred cabeceou para fora um bom cruzamento de Daniel Alves e Neymar chegou atrasado num passe de Marcelo, que ganhou a vaga de Filipe Luís, única mudança entre os titulares em relação ao time que empatou em 2 x 2 com a Inglaterra no domingo passado.

A segunda etapa começou mais agitada, com dois chutes de longa distância para fora da França. Mas quem marcou foi o Brasil. Aos 9 minutos, Luiz Gustavo desarmou Cabaye com falta - ignorada pelo árbitro- e a bola sobrou para Fred, que passou para Oscar dentro da área tocar com tranquilidade para as redes.

Aos 20 minutos, Felipão fez duas mudanças: entraram Fernando e Lucas nos lugares de Hulk e Oscar. Pouco depois Jô substituiu Fred no comando do ataque. Hernanes ainda entrou na vaga de Luiz Gustavo.

E foi Hernanes quem marcou o segundo gol, aos 39 minutos, quando, após contra-ataque, Neymar ajeitou a bola para o meia da Lazio chutar da entrada da área de perna esquerda. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

Nos minutos finais, Dante entrou no lugar de Paulinho, com David Luiz passando para o meio-campo, e Bernard substituiu Neymar, que teve uma atuação esforçada mas sem brilho, depois de ir à Espanha se apresentar ao Barcelona no começo da semana passada.

Nos acréscimos, Lucas marcou o terceiro gol, de pênalti, após Marcelo ser derrubado dentro da área, fazendo os torcedores vibrarem nas arquibancadas, algo raro nas últimas partidas da seleção em casa.

O Brasil estreia na Copa das Confederações no próximo sábado contra o Japão, em Brasília, e depois enfrenta México, em Fortaleza, e Itália, em Salvador, pela primeira fase da competição, que serve de teste para a Copa do Mundo de 2014.

Por Tatiana Ramil, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below