Protestos na Turquia causam preocupação sobre Jogos do Mediterrâneo

segunda-feira, 10 de junho de 2013 14:25 BRT
 

Por Karolos Grohmann

BERLIM, 10 Jun (Reuters) - Protestos violentos em várias cidades da Turquia desde o final de maio têm levantado preocupações sobre a segurança dos próximos Jogos do Mediterrâneo, na cidade costeira turca de Mersin.

Em uma carta obtida pela Reuters e dirigida aos organizadores dos Jogos do Mediterrâneo de 2013, o Comitê Internacional dos Jogos do Mediterrâneo (ICMG, na sigla em inglês) pede garantias de segurança e mais informações sobre as manifestações em curso.

"Estou escrevendo para expressar, em nome dos meus colegas, a nossa grande preocupação e sensibilidade para com os infelizes acontecimentos que têm ocorrido na Turquia", disse o secretário-geral do ICMG, Isidoros Kouvelos, na carta dirigida a Ugur Erdener, chefe do Comitê Olímpico da Turquia e aos organizadores dos Jogos do Mediterrâneo de Mersin.

"Como vocês sabem, toda a família do Mediterrâneo acha a situação bastante preocupante, especialmente porque a Abertura dos Jogos de Mersin será em poucos dias", disse ele na carta datada de 6 de junho.

Mersin irá sediar o evento esportivo internacional entre 20 e 30 de junho.

Istambul, na disputa para sediar a Olimpíada de 2020, tem visto dezenas de milhares de pessoas inundando a praça Taksim, na região central, onde os protestos começaram há nove dias.

As manifestações se espalharam para várias grandes cidades, incluindo a capital Ancara, e o primeiro-ministro Tayyip Erdogan avisou que sua paciência estava se esgotando.

Os países ocidentais tinham a Turquia de Erdogan como um exemplo de democracia islâmica que poderia ser imitado em outras partes do Oriente Médio, mas a ação policial violenta tem ocasionado fortes críticas.   Continuação...

 
Manifestantes acendem sinalizadores durante protesto contra o governo na praça Gundogdu, na cidade de Izmir, na costa do mar Egeu, no oeste da Turquia. Protestos violentos em várias cidades da Turquia desde o final de maio têm levantado preocupações sobre a segurança dos próximos Jogos do Mediterrâneo, na cidade costeira turca de Mersin. 8/06/2013. REUTERS/Emre Tazegul