June 11, 2013 / 7:15 PM / 4 years ago

Copa das Confederações é teste dentro e fora de campo para Brasil

5 Min, DE LEITURA

Por Mike Collett

LONDRES, 11 Jun (Reuters) - A Copa das Confederações, que acontecerá de 15 a 30 junho, é muito mais do que um ensaio geral para a Copa do Mundo de 2014, uma vez que os preparativos do Brasil para o evento tiveram obstáculos e atrasos.

Polêmicas envolvendo o governo, a Fifa, os órgãos esportivos locais, as construtoras, e até os políticos têm atrapalhado a preparação brasileira. Candidato único, o país foi anunciado pela Fifa como sede da Copa do Mundo em outubro de 2007.

No entanto, dos seis estádios da Copa das Confederações, apenas Fortaleza e Belo Horizonte cumpriram o prazo de conclusão, até dezembro de 2012. As outras arenas --Brasília, Recife, Rio de Janeiro e Salvador-- sofreram atrasos e algumas só foram testadas de forma oficial a menos de um mês do início da competição.

A Copa das Confederações, que acontece um ano antes de a bola rolar no Mundial, vai definir, provavelmente mais fora do que dentro de campo, o quão preparado o país está para o grande evento.

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, que há 15 meses havia dito que os organizadores "precisavam de um chute traseiro" porque o progresso das obras era muito lento, agora tem adotado um tom mais otimista em suas declarações. A frase do dirigente causou mal-estar no governo brasileiro e provocou um pedido de desculpas.

Em seu mais recente artigo no site da Fifa (www.fifa.com), Valcke elogia os "modernos e funcionais estádios de futebol" que o Brasil está construindo, e enfatiza uma mudança vital a ser vivida pelos brasileiros durante a Copa das Confederações.

"(O torneio) oferecerá aos brasileiros uma experiência completamente nova nos estádios, e entendemos que, para muitos torcedores, é incomum ter uma cadeira numerada nas arquibancadas."

"No entanto, isto é muito importante por razões de segurança, mas também pelo conforto do público."

O que os torcedores do país querem ver, acima de tudo, é a seleção brasileira vencendo esse torneio, repetindo o desempenho nas últimas edições da Copa das Confederações, em 2005 e 2009.

O êxito daria novo ânimo à equipe de Luiz Felipe Scolari, que assumiu o comando da seleção no ano passado pela segunda vez.

Brasil e Inglaterra ficaram no empate em 2 x 2 no último dia 2, no jogo de reabertura do Maracanã. Foi o quarto empate em seis partidas sob comando de Scolari. A forra veio, finalmente, no último fim de semana, com a vitória sobre a França, em Porto Alegre, por 3 x 0.

Correndo Por Fora

Na estreia da Copa das Confederações, o Brasil encara o Japão, primeiro time a se classificar para a Copa de 2014, e depois enfrenta México e Itália no grupo A. Já no grupo B, a atual campeã do mundo Espanha duela com Uruguai, Nigéria e os azarões do Taiti.

O sorteio em São Paulo no último mês de dezembro colocou lado a lado os campeões do mundo e da Europa e a modestíssima seleção do Taiti, em um dos mais divertidos e paradoxais confrontos da competição.

138ª colocada do ranking da Fifa, a nação da Oceania vai encarar a equipe de Vicente del Bosque no Maracanã no segundo jogo da fase de grupos, após medir forças com a campeã africana Nigéria na partida de abertura.

O Taiti surpreendeu ao se classificar no torneio da Oceania, superando a Nova Caledônia para assegurar a vaga. Agora, no entanto, o desafio é deixar alguma boa impressão nos campos do Brasil.

Na semana passada, a equipe foi goleada pelo time sub-20 do Chile por impiedosos 7 x 0 em um jogo-treino para a Copa das Confederações. O treinador Eddy Etaeta comentou o resultado diante dos jornalistas: "Espero que a derrota humilhante estimule os jogadores a reagir a este massacre."

Enquanto o Taiti desfruta dos holofotes, para times como Espanha, Itália, Japão e provavelmente México, Uruguai e Nigéria, o torneio oferece uma chance de se familiarizar com o ambiente da Copa do Mundo no ano seguinte.

Del Bosque deve levar a terras brasileiras o que tem de melhor na Espanha, uma vez que o título da Copa das Confederações é o único que escapou das mãos dos espanhóis logo após o sucesso na Eurocopa de 2008.

Iker Casillas e Fernando Torres estão de volta à equipe, co-favorita para vencer o torneio, ao lado, do Brasil.

A competição, que começa em Brasília com o jogo entre Brasil e o campeão asiático Japão, no dia 15 de junho, será disputada em seis das 12 cidades que receberão jogos do Mundial daqui um ano.

A final será realizada no Maracanã no dia 30 de junho, exatos 347 dias antes de a Copa do Mundo ter seu pontapé inicial, no dia 12 de junho de 2014.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below