Contra a violência, Argentina proíbe torcida visitante nos estádios

terça-feira, 11 de junho de 2013 20:33 BRT
 

BUENOS AIRES, 11 Jun (Reuters) - As últimas duas rodadas do Campeonato Argentino da primeira divisão não terão a presença de torcidas visitantes nos estádios, por causa de uma decisão tomada pelas autoridades depois da morte de um torcedor baleado durante confronto com a polícia.

Em nota, a Associação de Futebol da Argentina (AFA) e o governo disseram na terça-feira que "decidiram conjuntamente que as próximas duas rodadas do futebol argentino sejam disputadas sem a presença do público visitante".

Na segunda-feira, um torcedor do Lanús morreu após ser baleado por um policial, supostamente à queima-roupa, durante um confronto ocorrido antes da partida do seu time contra o Estudiantes, em La Plata.

Três policiais foram afastados de suas funções enquanto as investigações ocorrem, segundo a imprensa local.

A partida foi suspensa no intervalo, quando o Estudiantes vencia por 2 x 0. O Lanús, terceiro no torneio Clausura, buscava não permitir que os líderes Newell's e River Plate se distanciassem.

No sábado, outro jogo já havia sido cancelado, quando torcedores do All Boys tentaram entrar sem ingresso no estádio do Velez Sarsfield.

As autoridades temem que haja mais violência se o Independiente, um dos principais times do país, for rebaixado pela primeira vez - o que irá acontecer caso a equipe ceda um empate nas duas rodadas restantes.

No domingo, dezenas de torcedores do Independiente quebraram assentos e os atiraram em torcedores do River durante a derrota do seu time por 2 x 1. Não houve feridos.

(Reportagem de Rex Gowar)