Técnico da Nigéria espera que equipe volte a surpreender

quinta-feira, 13 de junho de 2013 12:59 BRT
 

Por Mark Gleeson

WINDHOEK, Namíbia, 13 Jun (Reuters) - O técnico da seleção da Nigéria, Stephen Keshi, espera que sua equipe passe desapercebida pelos adversários e surpreenda novamente na Copa das Confederações, do mesmo jeito que fez ao conquistar a Copa Africana de Nações deste ano.

Keshi diz que a agenda lotada de jogos nos últimos 15 dias significa que ele quase não teve tempo para pensar sobre o torneio de oito seleções, que começa no Brasil no sábado, mas ele espera repetir a surpresa que conseguiu no torneio disputado na África do Sul.

O jovem e inexperiente time de Keshi atraiu pouca atenção antes do torneio entre as seleções africanas, numa mudança de status em relação ao sucesso que as Super Águias tinham no passado. Críticos consideravam a equipe fora do grupo de favoritos ao título.

A equipe ainda estava em processo de reconstrução, mas mesmo assim conseguiu um título surpreendente que garantiu a classificação para o torneio no Brasil como representante africano.

"Não somos um time que faz barulho. Tentamos nos concentrar no que estamos vindo fazer e então seguir", disse Keshi, em entrevista para a Reuters no sofá de um hotel.

Antes do início da Copa Africana em janeiro, Keshi garantiu que seu time ainda estava no estágio de montagem em um ciclo de cinco anos visando a Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

"É um pouco de psicologia com meus jogadores, tentar deixá-los sentir que eles têm potencial, mas eles ainda têm que trabalhar duro e estar no auge para chegarmos onde queremos chegar", acrescentou.

A Nigéria chegará ao Brasil após três semanas exaustivas em que cruzou continentes, começando com um período de treinamento na Alemanha, um jogo com o México no Texas e depois partidas contra Quênia e Namíbia pelas eliminatórias da Copa do Mundo, a última delas nesta quarta-feira.   Continuação...

 
Nigeria's head coach Stephen Keshi shouts instructions to his players during their African Cup of Técnico da Nigéria, Stephen Keshi, instrui seus jogadores durante partida pela semifinal da Copa Africana das Nações contra o Mali, em Durban, África do Sul. 6/02/2013. REUTERS/Rogan Ward