Manifestantes questionam "Copa pra Quem?" em frente ao estádio de Brasília

sexta-feira, 14 de junho de 2013 17:47 BRT
 

BRASÍLIA, 14 Jun (Reuters) - Manifestantes de diferentes movimentos sociais contrários à realização da Copa do Mundo no Brasil incendiaram pneus na principal avenida de acesso ao Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, nesta sexta-feira, véspera do jogo Brasil x Japão pela abertura da Copa das Confederações.

O protesto foi liderado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, que também convocou manifestações em outras cidades-sede do Mundial de 2014, e contou com a presença de cerca de 150 ativistas.

Os pneus foram incendiados em frente ao estádio, bloqueando o trânsito e causando um congestionamento no tráfego da região. Quando os bombeiros chegaram ao local, um grupo de mulheres e crianças que fazia parte do protesto impediu que o fogo fosse apagado.

Uma grande faixa levada pelos manifestantes questionava: "Copa pra Quem?".

Os manifestantes negociaram com a polícia e deixaram o local pacificamente. Eles foram protestar em frente à sede do governo do Distrito Federal.

De acordo com relatório recente do Tribunal de Contas da União, os custos da Copa do Mundo já ultrapassaram um orçamento inicial de cerca de 24 bilhões de reais em pelo menos 15 por cento.

Em evento no Rio de Janeiro nesta sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff defendeu os investimentos realizados pelo governo para a realização do evento. Segundo Dilma, o Brasil ganhou aumento e melhoria da segurança e obras fundamentais de transporte com a preparação para a Copa do Mundo.

(Reportagem de Ueslei Marcelino)

 
Manifestantes queimam pneus perto de estádio em Brasília, nesta sexta-feira, para protestar contra a realização da Copa das Confederações e do Mundial no Brasil. REUTERS/Ueslei Marcelino