June 15, 2013 / 10:05 PM / 4 years ago

Brasil se impõe contra Japão e vence por 3 x 0 na estreia da Copa das Confederações

5 Min, DE LEITURA

Neymar comemora gol que abriu caminho para a vitória do Brasil por 3 x 0 sobre o Japão no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. 15/06/2013Ueslei Marcelino

Por Jeferson Ribeiro

BRASÍLIA, 15 Jun (Reuters) - A seleção brasileira conseguiu impor o favoritismo e derrotou o Japão por 3 x 0 na abertura da Copa das Confederações, neste sábado, com um gol relâmpago no início de cada tempo e outro nos acréscimos, no confronto entre os dois únicos times já classificados para a Copa do Mundo de 2014.

Neymar abriu o marcador ao acertar um lindo chute de primeira da entrada da área logo aos três minutos de jogo, e o Brasil ampliou três minutos após o intervalo com o meio-campista Paulinho. Jô fez o terceiro já nos acréscimos da etapa final.

O gol de Neymar encerrou um jejum de nove jogos sem marcar do novo jogador do Barcelona, desde um amistoso do Brasil com o Chile em abril, e serviu para aliviar um pouco da cobrança sobre o principal jogador brasileiro da atualidade.

O atacante aproveitou bola escorada de peito por Fred na entrada da área e bateu de fora da meia lua, mandando a bola no ângulo do goleiro japonês Eji Kawashima.

"O Neymar é um grande jogador, tem um momento ou outro que ele pode não estar bem, mas no geral ele é um craque que está sempre fazendo a diferença", disse após a partida o técnico Luiz Felipe Scolari.

Apesar de levar o gol no início, o Japão --único time já classificado através das eliminatórias para o Mundial do ano que vem-- teve uma boa atuação tática no primeiro tempo e levou certo perigo ao goleiro brasileiro Julio Cesar. Ainda assim, as melhores chances foram do Brasil.

Hulk acertou a rede pelo lado de fora num chute forte de perna esquerda de fora da área, aos 40 minutos, e logo em seguida um chute cruzado de Fred foi espalmado pelo goleiro do Japão.

O segundo gol saiu logo após a volta dos times após o intervalo. O volante Paulinho, um dos destaque da equipe, recebeu cruzamento da direita de Daniel Alves e bateu de virada, por baixo de Kawashima, que deixou a bola passar.

Ao contrário da etapa inicial, o Japão passou a maior parte do segundo tempo na defesa e deu espaço para o Brasil criar novas oportunidades de ataque.

Jogando pela esquerda, com o apoio do lateral Marcelo, Neymar apareceu bem e teve seu nome gritado pela torcida quando precisou receber um rápido atendimento médico, em contraste com as vaias ouvidas em partidas recentes da seleção em casa.

O atacante foi substituído aos 28 minutos, por Lucas, e deixou o campo aparentemente com dores nas costas, mas garantiu que estará "100 por cento" para o próximo jogo. Também entrou em campo o meia Hernanes, no lugar de Hulk, e o Brasil passou a jogar para segurar o resultado.

Jô, convocado para substituir o lesionado Leandro Damião às véspera do torneio, fez sua estreia no lugar de Fred nos 10 minutos finais. O atacante do Atlético Mineiro confirmou que vive boa fase ao fechar o marcador aproveitando ótima jogada de Oscar, aos 48 minutos da etapa final.

"O meu sentimento é de que a gente vai encontrar uma equipe pouco a pouco, com peças de reposição que quando entram também nos ajudam. São pequenos detalhes que vão sendo ajustados e com tempo vamos ver se a gente melhora", disse o treinador.

Vaias E Protesto

A vitória na estreia era considerada fundamental pelo técnico Luiz Felipe Scolari para o restante da Copa das Confederações, que é a primeira grande competição De caráter mundial disputada pela seleção brasileira em casa desde a tragédia no Mundial de 1950.

Na quarta-feira, o Brasil enfrenta o México em Fortaleza, e no domingo encerra sua participação na primeira fase contra a Itália, em Salvador.

A partida foi a primeira de uma competição oficial da Fifa em um dos seis novos estádios brasileiros construídos para a Copa do Mundo do ano que vem. O gramado, ainda que em boas condições no geral, apresentava falhas em diversos pontos, em especial dentro da área defendida pelo Brasil no primeiro tempo.

Alguns torcedores não viram o gol marcado por Paulinho no início do segundo tempo em consequência das longas filas para as lanchonetes e banheiros.

Antes do jogo, a presidente Dilma Rousseff foi recepcionada por uma sonora vaia dos torcedores ao proclamar a abertura oficial da Copa das Confederações, ao lado do presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Do lado de fora, manifestantes fizeram um protesto reclamando dos gastos do governo para realizar a Copa do Mundo. Um grupo de centenas de pessoas bloqueou parte da entrada dos torcedores e a Polícia Militar usou bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio para dispersar a manifestação.

Segundo a Secretaria de Segurança do Distrito Federal, pelo menos sete pessoas foram detidas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below