Brasil bate México com estádio em festa após protestos

quarta-feira, 19 de junho de 2013 18:38 BRT
 

Por Tatiana Ramil

FORTALEZA, 19 Jun (Reuters) - Os protestos ficaram do lado de fora do estádio Castelão, em Fortaleza. Dentro, a torcida fez festa e comemorou a vitória da seleção brasileira sobre o México por 2 x 0, nesta quarta-feira, deixando a equipe perto da classificação para a semifinal da Copa das Confederações.

O atacante Neymar fez o primeiro gol brasileiro, aos 9 minutos do primeiro tempo, e Jô fechou o placar nos acréscimos, após linda jogada do atacante do Barcelona. Os dois são os artilheiros do Brasil no torneio, com dois gols em duas partidas.

Neymar, que foi novamente eleito o melhor do jogo, foi ovacionado pela torcida nos minutos finais.

"Nosso time está merecendo, independentemente de quem faz os gols, de quem é o homem da partida, isso tudo é fora do que a gente quer. O que a gente quer é vencer o jogo, jogar bem, se entregar pela seleção. Nosso time vem mostrando isso há bastante tempo e vem crescendo a cada partida", disse Neymar após o confronto.

A partida em Fortaleza foi marcada por protestos e confrontos perto da arena. Milhares de manifestantes foram às ruas e alguns entraram em confronto com a polícia após tentarem passar por uma barreira policial. Eles atiraram pedras, e a polícia revidou com balas de borracha e bomba de gás lacrimogêneo, segundo testemunhas Houve correria.

As manifestações dificultaram o acesso ao estádio, mas os 50.791 torcedores no Castelão não quiseram incluir a seleção brasileira nos protestos. A torcida cantou o hino nacional efusivamente e vibrou a cada lance perigoso do time comandado por Luiz Felipe Scolari.

Os protestos que têm ocorrido em várias cidades do país, incluindo as sedes da Copa das Confederações, inicialmente foram deflagrados pelo aumento das tarifas de ônibus, mas acabaram tendo como alvo os gastos do Brasil para essa competição e o Mundial de 2014, a corrupção e reivindicações por melhorias na saúde, educação e segurança.

""Esse protesto não é contra a seleção e sim contra a corrupção!", dizia um cartaz no estádio.   Continuação...

 
Neymar, do Brasil, comemora com Jô após Jô marcar o segundo gol da seleção durante partida contra o México no Estádio Castelão, em Fortaleza. 19/06/2013 REUTERS/Jorge Silva