Fifa nega ter discutido cancelamento de Copa das Confederações por protestos

sexta-feira, 21 de junho de 2013 09:41 BRT
 

21 Jun (Reuters) - A Fifa não discutiu a possibilidade de cancelar a Copa das Confederações por conta da onda de protestos que tomou as ruas de todo o Brasil, disse a entidade nesta sexta-feira.

"Até esta data, nem a Fifa nem o Comitê Organizador Local nunca discutiram qualquer possibilidade de cancelamento da Copa das Confederações da Fifa", disse a Fifa em comunicado enviado à Reuters.

A possibilidade de uma eventual suspensão do torneio foi divulgada pela mídia local, depois que as manifestações inicialmente convocadas para protestar contra a tarifa do transporte público derivaram em protestos generalizados, incluindo contra os gastos do governo com as Copas das Confederações e do Mundo de 2014.

Desde a cerimônia de abertura da Copa das Confederações, no dia 15 de junho em Brasília, houve protestos nas áreas do estádios e confrontos entre manifestantes e policiais no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Salvador.

(Reportagem de Brian Homewood)

 
Uma manifestante segura cartaz durante partida do Brasil contra o México pelo grupo A da Copa das Confederações, em Fortaleza. A Fifa não discutiu a possibilidade de cancelar a Copa das Confederações por conta da onda de protestos que tomou as ruas de todo o Brasil, disse a entidade nesta sexta-feira. 19/06/2013. REUTERS/Kai Pfaffenbach