Brasil pode ter mais duas mudanças além de Paulinho

sexta-feira, 21 de junho de 2013 20:52 BRT
 

Por Pedro Fonseca

SALVADOR, 21 Jun (Reuters) - Com o Brasil já classificado para as semifinais, Daniel Alves e Thiago Silva, ambos pendurados com um cartão amarelo, podem ser poupados pelo técnico Luiz Felipe Scolari no jogo contra a Itália, no sábado, que vai definir o primeiro colocado do Grupo A da Copa das Confederações.

Dante e Jean foram testados pelo treinador na defesa e na lateral-direita, respectivamente, no treino realizado nesta sexta-feira. A decisão de poupar os titulares tem em vista evitar que um deles seja suspenso para o duelo das semifinais.

A entrada de Hernanes no lugar de Paulinho, que sofreu uma entorse no tornozelo contra o México, já está confirmada. O jogador da Lazio, que treinou no time titular nesta sexta, vai exercer a função de segundo homem do meio-campo, com a responsabilidade de auxiliar Luiz Gustavo na marcação mas também com liberdade para criar jogadas ofensivas.

"Ele é um jogador com características um pouco diferentes, sai mais para o jogo, com a bola no pé", disse o treinador sobre Hernanes, que entrou como substituto nos dois primeiros jogos do Brasil na competição, tendo boa atuação.

O meio-campista, que voltou a ter espaço na seleção agora após um longo período de ausência que se seguiu a uma expulsão contra a França em 2011, disse que a oportunidade de enfrentar a Itália pode aumentar sua moral com o treinador para o futuro.

"Acredito que não é um jogo que define tudo, mas são sequências de oportunidades que a gente tem que aproveitar e mostrar seu trabalho. Aquilo que você faz num jogo como esse pode somar mais pontos do que em outros jogos", afirmou Hernanes, que disse ter dicas a passar ao time por estar há três anos no futebol italiano.

As mudanças no time não foram encaradas por Felipão como problemas, pelo contrário. Segundo o treinador, a seleção brasileira conta atualmente com um grupo tão qualificado que ele não tem conseguido colocar todos os atletas para jogar da forma que gostaria.

Um exemplo é o jovem atacante Bernard, que ainda não teve oportunidade de estrear na Copa das Confederações, apesar da vontade do técnico.   Continuação...