Ex-vencedor da Volta da França Ullrich admite doping

sábado, 22 de junho de 2013 12:10 BRT
 

BERLIM, 22 Jun (Reuters) - O ex-vencedor da Volta da França Jan Ullrich admitiu ter passado por procedimentos de doping sanguíneo sob os cuidados de um médico espanhol no centro de um grande escândalo de drogas.

O alemão de 39 anos, proibido de correr durante dois anos em 2012 por uma violação de doping, já havia confessado ter contato com o médico espanhol Eufemiano Fuentes, mas negava insistentemente ser ajudado de forma ilegal pelo médico.

Neste sábado, entretanto, Ullrich teria dito que foi auxiliado por Fuentes, segundo a revista semanal alemã Focus.

"Sim, me tratei com Fuentes", declarou o vencedor da Volta da França de 1997. "Quase todos usavam substâncias para melhorar o desempenho na época".

"Não tomei nada que os outros não tomassem. Pra mim, a fraude começa quando você obtém uma vantagem. Não foi o caso. Eu queria ter chances iguais".

Ullrich acrescentou ter usado seu próprio sangue no tratamento.

Fuentes, no cerne de um julgamento amplamente divulgado na Espanha no início deste ano, disse ao tribunal que, além de ciclistas, havia entre seus clientes jogadores, atletas, tenistas e boxeadores.

O escândalo da Operação Puerto irrompeu em 2006, quando a polícia espanhola realizou batidas que revelaram mais de 200 bolsas de sangue com nomes em código, algumas delas ligadas a ciclistas.

Ullrich, que se aposentou em 2007 depois de também conquistar medalhas de ouro e prata na Olimpíada de Sydney em 2000, continua sendo o único alemão vencedor da prestigiosa prova francesa.   Continuação...