22 de Junho de 2013 / às 16:33 / 4 anos atrás

Nadal chega a Wimbledon animado com forma física

Espanhol Rafael Nadal durante treino em Wimbledon, em Londres. 22/06/2013Stefan Wermuth

LONDRES, 22 Jun (Reuters) - Rafael Nadal está prestes a iniciar uma jornada perigosa rumo ao terceiro título em Wimbledon na segunda-feira, mas está feliz com o simples fato de ter chegado ao Grand Slam na grama com os joelhos em forma.

Quase um ano depois de sofrer uma das piores derrotas da carreira para o tcheco Lukas Rosol, Nadal voltou à quadra londrina esta semana na esteira de seu oitavo troféu em Roland Garros, como fez 12 meses atrás.

Desta vez, a diferença é que seu corpo parece ter pago um preço bem menor do que na conquista do sétimo título, em 2012.

Ao ser questionado sobre sua derrota em cinco sets para Rosol no ano passado, Nadal admitiu ter sido um erro até mesmo participar do torneio inglês.

"Não estava pronto para jogar aqui, essa é a verdade. Joguei com uma infiltração (injeção de anestésico) desde o primeiro dia", declarou Nadal, quinto cabeça de chave este ano, aos repórteres após o treino deste sábado.

"No ano passado, joguei aqui porque é um torneio que amo. Dei o meu melhor. Mas depois de Roland Garros meu joelho não aguentou mais. Depois daqui não consegui competir em mais nenhum torneio pelo resto da temporada."

"Faz parte do tênis e do esporte. Você perde e ganha. Mas aquela experiência foi demais para mim, sofri demais", disse.

Desde que se recuperou da lesão no joelho em fevereiro, o espanhol de 27 anos conquistou sete títulos nos nove torneios que disputou.

Esse cronograma pesado foi a razão de o detentor de 12 Grand Slams decidir pular o torneio de Halle, também na grama, e aproveitar mais alguns dias sob o sol de Maiorca, sua terra natal.

"Não se esquece o tênis a uma quinzena de Wimbledon, é impossível. Mas parei por alguns dias", disse Nadal. "Esta época do ano em Maiorca é ótima, porque temos um tempinho pra aproveitar o mar."

"Não disputar um torneio antes deste, sempre o torna um pouco mais difícil."

Nadal agora volta ao espírito das partidas oficiais enquanto tenta se preparar para a grama. Estar na mesma chave que sua atual posição no ranking pode significar ter que derrotar o defensor do título, Roger Federer, o número dois do mundo, Andy Murray, e o líder do ranking, Novak Djokovic, em partidas consecutivas.

No entanto, depois do que aconteceu no ano passado, Nadal nem está pensando tão adiante, e não reclama da chave.

"Não joguei muito na grama nos dois últimos anos, então me cuido na primeira rodada. Não penso nas outras coisas", afirmou ele, que enfrenta o belga Steve Darcis na estreia de segunda-feira.

"Minha abordagem é que, se chegar às quartas de final, é porque estarei pronto. Mas para mim, vai ser muito duro aqui."

Reportagem de Martyn Herman

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below