Com voto de confiança de Felipão, Fred alivia pressão com gols

sábado, 22 de junho de 2013 20:35 BRT
 

Por Pedro Fonseca

SALVADOR, 22 Jun (Reuters) - Com o peso de ser o camisa 9 da seleção brasileira, Fred recebeu muitas críticas por ter passado em branco nos dois primeiros jogos da equipe na Copa das Confederações, mas disse que a pressão foi importante para ajudá-lo a reencontrar o caminho dos gols na vitória do Brasil por 4 x 2 sobre a Itália, neste sábado.

Além de não ter marcado, Fred viu o substituto Jô fazer gols contra Japão e México logo após entrar em seu lugar. Se o atacante completasse três jogos sem gol no confronto contra os italianos na Fonte Nova, certamente a cobrança seria grande sobre o técnico Luiz Felipe Scolari para fazer mudanças.

Felipão, ciente da situação, prometeu ao jogador antes do confronto com a Itália, que valia a liderança do Grupo A, que não tiraria Fred de campo "mesmo se estivesse tropeçando na bola". O voto de confiança foi recompensando com dois gols.

"A pressão que eu estava sentido só me motivava a trabalhar cada vez mais forte, porque eu tinha certeza que coisa boa estava por vir", disse o atacante a jornalistas após a partida.

"Nós tomamos muita porrada, algumas construtivas e muitas que não eram legais, e o Felipão sempre demonstrou confiança em mim, por isso agradeço a ele e à comissão técnica", acrescentou.

O atacante do Fluminense, de 29 anos, foi escolhido por Felipão como homem de referência do ataque numa formação com três homens de frente, em que Neymar e Hulk jogam abertos pelas pontas.

Fred marcou quatro gols nas cinco primeiras partidas que disputou sob comando do treinador, mas não foi bem no início da Copa das Confederações e, ainda por cima, viu surgir a sombra de Jô. O atacante do Atlético Mineiro, convocado de última hora após a lesão de Leandro Damião, esteve no lugar certo e na hora certa nas duas vezes que entrou em campo, ocupando o espaço que esperava-se que fosse de Fred antes do início do torneio.

Depois dos gols marcados no segundo tempo contra a Itália, o primeiro aproveitando lançamento de Marcelo e o segundo no rebote do goleiro Buffon -- este garantindo a vitória por 4 x 2--, Fred repetiu a autoconfiança demonstrada em entrevista recente à Reuters, e disse que vai buscar fazer os gols decisivos.   Continuação...