Árbitro admite ter errado em gol da Itália no jogo contra o Brasil

domingo, 23 de junho de 2013 15:20 BRT
 

23 Jun (Reuters) - O árbitro Ravshan Irmatov admitiu ter errado ao conceder um gol à Itália durante a derrota por 4 x 2 para o Brasil na Copa das Confederações, disse a Fifa no domingo.

O gol de Giorgio Chiellini foi confirmado apesar de Irmatov aparecer na imagem apitando um pênalti a favor da Itália segundos antes. Os brasileiros protestaram com raiva contra o gol, que deixou o placar 3 x 2 para o Brasil e trouxe a Itália de volta à partida.

O juíz uzbeque confirmou mais tarde que apitou o pênalti, disse a Fifa.

"Ele admitiu ter cometido um erro no incidente do pênalti-gol", afirmou o porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola, a repórteres. "Foi um erro técnico, ele também admitiu isso, uma vez que você apita, a jogada para. Não pode dar vantagem".

"Ele não quer dar mais desculpas, mas explicou qual era a situação para ele", disse Odriozola.

"Foi muito rápido. Enquanto ele apitava (para o pênalti), no outro lado do olho, viu que o gol poderia ser marcado, (então) o gol foi marcado. Ele estava pensando rápido e não queria dar nenhuma desculpa".

Odriozola não soube dizer se o árbitro vai voltar para casa no meio do torneio.

"Sem analisar o desempenho, Massimo Busacca (chefe de arbitagem da Fifa) disse que árbitros são humanos e cometem erros que nem qualquer um, como jogadores e atacantes podem perder uma chance clara de marcar", acrescentou.

(Por Brian Homewood)

 
Goleiro Júlio César (2º à direita) discute com árbitro Ravshan Irmatov, do Uzbequistão (E), durante partida entre Brasil e Itália pela Copa das Confederações na Arena Fonte Nova, em Salvador. 22/06/2013 REUTERS/Paulo Whitaker