Copa das Confederações homenageia Marc-Vivien Foe 10 anos após sua morte

quarta-feira, 26 de junho de 2013 18:11 BRT
 

BELO HORIZONTE, 26 Jun (Reuters) - Uma multidão de torcedores fez um minuto de aplausos antes do jogo entre Brasil e Uruguai pela semifinal da Copa das Confederações em memória de Marc-Vivien Foe, o jogador de Camarões que morreu durante uma partida no mesmo torneio exatamente 10 anos atrás.

Foe caiu inesperadamente nos 30 minutos do segundo tempo da semifinal da Copa das Confederações, em Lyon, entre Camarões e Colômbia, em 26 de junho de 2003. Embora os médicos tenham tentado reanimá-lo, ele foi declarado morto minutos depois.

Ele morreu de cardiomiopatia hipertrófica, uma condição rara que faz com que as paredes do coração fiquem mais espessas, o que é muito difícil de diagnosticar.

O jogador do Manchester City tinha apenas 28 anos.

"Ganhamos o jogo por 1-0 e os jogadores estavam dançando nos vestiários depois", disse o então gerente de Camarões Winfried Schafer à BBC.

"Então, (o capitão) Rigobert Song entrou e chorou e disse: ' Marcus, Marcus' e nos disse que ele estava morto."

"Todo mundo ficou chocado e foi perguntar o porquê. Todos os jogadores estavam chorando. Saí do vestiário e ouvi duas mulheres chorando muito, muito alto. Então, vi Marcus ali, sobre uma mesa, com sua mãe e mulher ao seu lado. Toquei sua perna e fui para fora, e chorei muito. "

Foe jogou em duas Copas do Mundo e ganhou 64 partidas pela seleção dos Leões Indomáveis​​. Ele também jogou pelo Lens, Olympique Lyonnais e West Ham United.

(Reportagem de Mark Meadows)