Paulinho é decisivo com gol no fim e passe importante

quarta-feira, 26 de junho de 2013 20:31 BRT
 

Por Tatiana Ramil

BELO HORIZONTE, 26 Jun (Reuters) - Como no Corinthians, o volante Paulinho tem se mostrado decisivo na seleção brasileira e marcou nesta quarta-feira o gol da vitória sobre o Uruguai por 2 x 1, garantindo a classificação para a final da Copa das Confederações.

Ele disse que o gol marcado aos 41 minutos do segundo tempo, de cabeça, lembrou o gol decisivo que ele fez pelo Corinthians contra o Vasco, nas quartas de final da Copa Libertadores de 2012, também de cabeça e no fim do jogo.

"Foi um gol importante. Alguns companheiros até lembraram que foi parecido", disse ele, que marcou seu segundo gol na competição em três partidas disputadas.

O volante de 24 anos, que está negociando uma transferência para o Tottenham, disse que viu o zagueiro David Luiz se posicionando na primeira trave na cobrança de escanteio e se colocou na segunda, para cabecear para as redes.

Além do gol, Paulinho fez um lindo lançamento para Neymar na primeira etapa, que resultou no gol de Fred. Após o empate uruguaio no começo do segundo tempo e uma partida bem disputada, o gol do volante no fim selou o placar de 2 x 1.

"Sabíamos da dificuldade que iríamos enfrentar, da qualidade da seleção uruguaia, mas o importante foi nossa dedicação e a classificação", afirmou ele.

Paulinho joga de segundo volante e vai ao ataque constantemente, marcando gols importantes pelo Corinthians e agora também pela seleção. Titular com o ex-técnico do Brasil Mano Menezes, ele foi mantido no time por Luiz Felipe Scolari.

Felipão disse que Paulinho fica mais à vontade para ir ao ataque quando há outro jogador de marcação. Contra o Uruguai, Paulinho fez o gol depois que Hernanes entrou na equipe, na vaga de Oscar no meio-campo.

"O Paulinho se sente às vezes mais seguro para atacar porque sabe que nas costas dele tem um segundo homem de marcação, que libera um pouco mais a saída dele e ele se solta", afirmou o treinador.

Os jogadores da seleção brasileira ganharam folga na noite desta quarta-feira e se reapresentam na tarde de quinta-feira para a viagem ao Rio de Janeiro, local da final contra o vencedor do confronto entre Espanha e Itália.