June 27, 2013 / 8:09 PM / 4 years ago

Membro do COL, Bebeto lamenta críticas de Romário à Copa

3 Min, DE LEITURA

RIO DE JANEIRO, 27 Jun (Reuters) - Parceiros de ataque na conquista do tetracampeonato mundial em 1994, nos Estados Unidos, Bebeto e Romário estão em campos opostos quando o assunto é a realização da Copa das Confederações e do Copa do Mundo no Brasil e Bebeto, que é membro do comitê organizador da Copa, lamentou o distanciamento do ex-companheiro.

Romário, deputado federal pelo PSB do Rio de Janeiro, é um ferrenho crítico dos gastos para a realização dos eventos e se junta às vozes que vêm das manifestações populares ao afirmar que o dinheiro gasto com o Mundial poderia ser destinado para áreas como saúde, educação e infraestrutura.

Bebeto, que é deputado estadual no Rio de Janeiro pelo PDT, lamentou a postura critica de Romário.

"Queríamos o Romário perto da gente. É o nome do nosso país que está em jogo... Infelizmente, o Romário tem um pensamento totalmente diferente do meu", disse Bebeto a jornalistas nessa quinta-feira.

A posição critica de Romário o colocou também em rota de colisão com outro ex-craque brasileiro, o atacante Ronaldo, que foi reserva de Bebeto e Romário na Copa de 1994. Ao defender o Mundial no Brasil, Ronaldo bateu boca via redes sociais com Romário

Bebeto lembrou até que Romário chegou a ser convidado para ser integrante do Comitê Organizador Local (COL), mas o baixinho recusou o convite. Apesar das opiniões distintas, Bebeto afirmou que a amizade continua.

"Apesar de tudo, ele vai ser sempre meu amigo e continuo tendo muito carinho por ele", disse.

Ao falar dos problemas que as manifestações populares que acontecem no país nas últimas semanas poderiam causar ao Mundial de 2014, Bebeto falou como membro do comitê organizador e adotou um tom idêntico ao utilizado pela cúpula da Fifa.

"A Fifa não pediu para fazer a Copa no Brasil", disse. "Nós é que lutamos por isso. Lutamos e muito", destacou sem deixar de cobrar transparência nos gastos do Mundial, em especial, na reforma do Maracanã.

"Se foi gasto tudo isso mesmo, o governador tem que mostrar por que gastou", afirmou.

As obras do Maracanã para a Copa do Mundo estão orçadas em cerca de 1,2 bilhão de reais, quase o dobro do orçamento original.

Por Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below