Após problemas com chuvas, Silverstone toma medidas e aprende lições

sábado, 29 de junho de 2013 18:06 BRT
 

SILVERSTONE, Inglaterra, Jun (Reuters) - A organização do GP da Inglaterra está pronta para lidar com todo tipo de condição climática na prova deste domingo, tudo para não repetir o vexame de 2012, quando a chuva prejudicou a vida dos torcedores e muitos deles tiveram de ser ressarcidos.

"Não queremos que chova, mas agora estamos mais preparados se isso acontecer", disse Richard Phillips, diretor de prova do histórico circuito de Silverstone, na região central da Inglaterra.

Silverstone, que recebeu seu primeiro GP de F1 em 1950, investiu muito nos últimos meses em melhorias no sistema de drenagem e nos tranfers dos torcedores até o local da prova, a fim de evitar que o caos de 2012 se estabeleça mais uma vez.

O autódromo pagou cerca de 1 milhão de libras (1,5 milhão de dólares) para ressarcir os torcedores que haviam comprado ingressos, mas foram aconselhados a não irem para os treinos classificatórios, na véspera da corrida, por conta das inundações decorrentes da chuva.

A seguradora do circuito foi a responsável por cobrir a maior parte das indenizações.

Desta vez, as previsões de tempo são mais animadoras.

"Estaremos com tempo seco amanhã, diferente do ano passado", acrescentou Phillips.

A organização esperava um número menor de torcedores em Silverstone neste ano, mas um último boom na venda de ingressos mudou a expectativa geral.

"Tivemos muitos ingressos vendidos nas últimas seis semanas. É fantástico", disse Phillips, que espera um total de 300 mil espectadores ao longo do fim de semana.

Seria o terceiro maior público da história do circuito, bom o suficiente para assegurar que Silverstone, mantido por membros do Clube dos Pilotos Britânicos (BRDC), termine o ano no azul.

(Por Keith Weir)