Para Felipão, seleção representou os anseios do povo

segunda-feira, 1 de julho de 2013 11:44 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO, 1 Jul (Reuters) - Ainda que do lado de fora do Maracanã manifestantes tenham entrado em confronto com a polícia, o técnico Luiz Felipe Scolari acredita que dentro do estádio a seleção brasileira "representou os anseios do povo" com a vitória por 3 x 0 sobre a Espanha na final da Copa das Confederações, neste domingo.

Mesmo com um contingente de cerca de 10 mil homens para garantir a segurança no entorno do Maracanã, houve confronto entre policiais e manifestantes que tentaram se aproximar do estádios para realizar um protesto.

Ao menos dois policiais ficaram feridos, um deles atingido na perna por um coquetel molotov e o outro ferido na cabeça por uma pedrada, de acordo com a Polícia Militar.

Os protestos se seguiram a outros episódios de violência entre manifestantes e policiais no entorno de arenas das seis cidades-sede da Copa das Confederações ao longo das duas semanas da competição. Manifestantes, que foram às ruas inicialmente para protestar contra o aumento das tarifas do transporte público nas principais cidades do país, ampliaram a lista de reivindicações, incluindo a indignação com os gastos para a organização da Copa do Mundo.

Jogadores da seleção brasileira se declaram favoráveis às manifestações cobrando das autoridades melhores serviços públicos, e o atacante Neymar afirmou antes da final que o time jogava para deixar felizes as pessoas que estavam nas ruas cobrando um país melhor.

Segundo Felipão, o time cumpriu seu compromisso perante à população com a exibição imponente contra a Espanha.

"A nossa equipe hoje representou os anseios do povo brasileiro em tudo, hoje nós representamos o Brasil dignamente, e isso é o que nós queremos, representar dignamente dentro da nossa área", disse o treinador em entrevista coletiva após a partida. "Em outras áreas nós não podemos opinar muitas coisas, mas na nossa área é assim que nós queremos."

O clima das ruas acabou tendo efeito positivo para a seleção dentro dos estádios, onde a torcida cresceu junto com o time ao longo da competição. Neste domingo no Maracanã, os mais de 73 mil torcedores cantaram o hino nacional a plenos pulmões antes do início da partida e incendiaram a equipe em campo.   Continuação...

 
Técnico do Brasil, Luiz Felipe Scolari durante final da Copa das Confederações contra a Espanha no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, 30 de junho de 2013. Ainda que do lado de fora do Maracanã manifestantes tenham entrado em confronto com a polícia, Scolari acredita que dentro do estádio a seleção brasileira "representou os anseios do povo" com a vitória por 3 x 0 sobre a Espanha na final da Copa das Confederações, neste domingo. 30/06/2013 REUTERS/Marcos Brindicci