Pilotos de F1 ameaçam boicote se problemas com pneus continuarem

quinta-feira, 4 de julho de 2013 16:57 BRT
 

Por Mark Meadows

NUERBURGRING, Alemanha, 4 Jul (Reuters) - Os pilotos da Fórmula 1 vão se retirar do Grande Prêmio da Alemanha se as explosões de pneus que marcaram a corrida britânica no domingo passado persistirem, disse a Associação de Pilotos em um comunicado nesta quinta-feira.

Durante entrevistas antes da prova alemã, os pilotos mostraram-se confiantes de que a fornecedora de pneus Pirelli tinha resolvido o problema. No entanto, após uma reunião do sindicato dos pilotos no paddock do Autódromo de Nuerburgring, eles endureceram o tom.

"Os pilotos da associação desejam expressar suas mais profundas preocupações sobre os acontecimentos de Silverstone", disse a entidade em comunicado.

"Acreditamos que as alterações feitas aos pneus terão os resultados desejados e que problemas semelhantes não ocorrerão durante o fim de semana do GP da Alemanha."

"Estamos prontos para conduzir nossos carros ao limite, como sempre fazemos, e como é esperado por nossas equipes, patrocinadores e torcedores."

"No entanto, os pilotos decidiram que, se problemas semelhantes se manifestarem durante o GP da Alemanha, vamos nos retirar de imediato do evento, já que este problema evitável com os pneus coloca em risco a vida de pilotos, delegados de prova e torcedores", acrescentou.

Cinco pilotos sofreram explosões nos pneus no domingo, sendo que um pedaço deles quase acertou a cabeça de Fernando Alonso, da Ferrari, aumentando os temores de lesão, depois que seu companheiro de equipe, Felipe Massa, ficou ferido ao ser atingido no capacete por uma mola em 2009.

Depois de intervenção da FIA, a Pirelli levou diferentes pneus traseiros para a Nuerburgring, com um cinto interno feito de fibra sintética Kevlar, ao invés de aço.