Pneus se portam bem em treino da F1, mas Alonso sofre

sexta-feira, 5 de julho de 2013 11:31 BRT
 

Por Mark Meadows

NUERBURGRING, Alemanha, 5 Jul (Reuters) - O primeiro treino para o GP de Alemanha, nesta sexta-feira, transcorreu sem sinal dos estouros de pneus que marcaram o GP da Grã-Bretanha, no último fim de semana, mas Fernando Alonso, da Ferrari, teve problemas elétricos no carro e não marcou tempo.

Numa manhã nublada, Lewis Hamilton, da Mercedes, liderou a classificação, à frente do colega de equipe Nico Rosberg, vencedor do GP anterior.

Pelo Twitter, a Ferrari disse que seu piloto espanhol, candidato ao título deste ano, teve um problema elétrico que só lhe permitiu dar uma volta a mais antes de ser chamado aos boxes para uma verificação.

Hamilton fez sua melhor volta em 1min31s754, e Rosberg foi 0s219 mais lento. O engenheiro do inglês disse pelo rádio que ele teve um problema no sistema de redução de arrasto.

Na quinta-feira, a associação de pilotos da F1 anunciou que irá boicotar a corrida de domingo caso ocorram novos incidentes como os de Silverstone, quando cinco pilotos abandonaram com estouros nos pneus. O primeiro treino, no entanto, ocorreu sem contratempos.

Após uma intervenção da Federação Internacional de Automobilismo, a Pirelli, fornecedora exclusiva da categoria, levou pneus traseiros reforçados para Nuerburgring. Essa nova versão já havia sido oferecida no GP do Canadá, no mês passado, mas na ocasião o mau tempo impediu seu uso, privando as equipes de recolherem dados suficientes sobre seu desempenho.

No treino matinal desta sexta-feira, o atual campeão e líder do Mundial, Sebastian Vettel, da Red Bull, fez apenas o oitavo melhor tempo. Mark Webber, que faz sua última temporada na F1, fez o terceiro tempo no circuito onde venceu pela primeira vez, em 2009.

 
Pneu do carro de Mark Webber, piloto da equipe Red Bull, levanta fumaça devido à aceleração na saída do pit, durante sessão de treinos para o Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula, no circuito de Nuerburgring. O primeiro treino para o GP de Alemanha, nesta sexta-feira, transcorreu sem sinal dos estouros de pneus que marcaram o GP da Grã-Bretanha. 5/07/2013. REUTERS/Kai Pfaffenbach