Gafe "sexista" de apresentador sobre vencedora de Wimbledon pressiona a BBC

domingo, 7 de julho de 2013 13:10 BRT
 

LONDRES, 7 Jul (Reuters) - A emissora de televisão britânica BBC está sob pressão para agir contra um de seus mais famosos apresentadores esportivos por comentários a respeito da aparência da francesa Marion Bartoli, que venceu a edição deste ano do torneio feminino de Wimbledon.

No rádio, John Inverdale perguntou aos ouvintes antes da final de Bartoli contra a alemã Sabine Lisicki se as pessoas achavam que o pai dela lhe havia dito que precisaria trabalhar mais duro pelo sucesso porque nunca seria bonita como Maria Sharapova.

A BBC, empresa que recebe financiamento público, pediu desculpas pelos comentários, após uma onda de protestos no Twitter e admitiu que a observação foi "insensível".

Inverdale disse no domingo que escreveu para Bartoli pedindo desculpas e disse aos ouvintes antes da decisão masculina deste domingo que usou uma "frase equivocada" a respeito da francesa para apoiar o argumento de que nem todas as jogadoras precisam ser "atletas amazonas e altas".

O pedido de desculpas do homem de 55 anos, que apresenta pela BBC desde os anos 1980, não conseguiu acalmar a fúria que o seu comentário causou 24 horas antes e a falta de providências da BBC.

"Isso é apavorante. O tênis é um dos esportes mais ofensivos em termos de foco na aparência das atletas femininas. A BBC precisa fazer alguma coisa", disse Sue Tibbals, chefe-executiva da Fundação Feminina de Esportes e Boa Forma, à Reuters.

"Eu acho a Bartoli absolutamente inspiradora, tão espirituosa e corajosa, e ela não merece esses comentários absurdos. Não é a primeira vez que esse apresentador fala isso".

A BBC não foi imediatamente capaz de comentar se alguma medida será tomada contra Inverdale, ou mesmo se há uma investigação.

Bartoli, 28 anos, ganhou a admiração da Quadra Central no sábado ao vencer o seu primeiro título de Grand Slam contra Lisicki, 23 anos, e receber 1,6 milhões de libras de premiação.   Continuação...