Segurança no pitlane entra em foco na Fórmula 1

segunda-feira, 8 de julho de 2013 12:59 BRT
 

8 Jul (Reuters) - A Fórmula 1 enfrenta apelos pela melhoria da segurança no pitlane, após um cinegrafista ser atingido e ferido por uma roda que quicou ao escapar da Red Bull de Mark Webber durante o GP da Alemanha deste domingo.

Mecânicos usam macacões à prova de fogo e capacetes durante pitstops, mas outros no restrito grupo com acesso ao pitlane --como membros dos meios de comunicação-- ficam na área sem capacetes de proteção.

O chefe da equipe Mercedes, Ross Brawn, disse a repórteres, após o britânico Paul Allen ser levado ao hospital com uma clavícula quebrada e costelas fraturadas, que era hora de aumentar o rigor dos procedimentos.

"Nós deveríamos pensar se todas as pessoas no pitlane estão devidamente vestidas e equipadas. Todos no pitlane devem ter um capacete", disse ele. "Certamente vale a pena analisar tudo."

O chefe da equipe Red Bull, Christian Horner, concordou.

"Esses carros têm muita energia embutida neles e o acidente é um lembrete oportuno de que as coisas podem dar errado", disse ele a jornalistas após o tri campeão mundial Sebastian Vettel vencer a corrida em Nuerburgring pela primeira vez.

"Os mecânicos usam equipamentos de segurança e capacetes. Talvez seja a hora de considerarmos equipamentos de segurança para outros membros operacionais que trabalham no pitlane.

"Os fotógrafos têm chegado perto da ação. Eles estão tirando algumas fotos ótimas, mas é um ambiente perigoso", acrescentou.

(Por Alan Baldwin)