Adidas suspende contrato com corredor Tyson Gay

segunda-feira, 15 de julho de 2013 12:40 BRT
 

FRANKFURT, 15 Jul (Reuters) - A Adidas suspendeu seu contrato com Tyson Gay após o ex-bicampeão mundial de atletismo ser pego em um exame antidoping fora de competição, disse a empresa de material esportivo alemã nesta segunda-feira.

"Estamos chocados com essas alegações recentes, e mesmo se nós presumirmos sua inocência até prova em contrário, o contrato com Tyson está suspenso", disse um porta-voz da Adidas.

Os acordos da Adidas com atletas preveem o direito de rescindir o contrato "caso o atleta seja considerado culpado da posse ou do uso de drogas ou de qualquer outra substância proibida pelo órgão competente de esporte com jurisdição sobre o atleta".

Gay, que está na equipe da Adidas desde 2005, disse no domingo que havia testado positivo para uma substância que ele não poderia identificar, e que estava se retirando do próximo Campeonato Mundial de atletismo em Moscou no mês que vem.

"Eu não tenho um histórico de sabotagem. Eu não tenho mentido... Basicamente, eu confiei em alguém e me decepcionei", disse o atleta norte-americano, acrescentando que nunca tinha tomado deliberadamente alguma droga para melhorar o desempenho.

Também no domingo, o ex-recordista mundial dos 100 metros Asafa Powell e a medalhista olímpica de prata no revezamento 4x100 metros Sherone Simpson disseram que ambos haviam testado positivo para o estimulante oxilofrina no campeonato nacional jamaicano, disputado mês passado.

Powell e Simpson, ambos da Jamaica, negaram terem conscientemente tomado a substância proibida.

(Por Joern Poltz)