Barcelona ainda deseja contratar Thiago Silva

terça-feira, 16 de julho de 2013 12:44 BRT
 

BARCELONA, 16 Jul (Reuters) - O Barcelona ainda tenta levar o zagueiro do Paris St Germain Thiago Silva ao Camp Nou, mas vai buscar outras opções se não conseguir fechar com o capitão da seleção brasileira, disse o técnico Tito Vilanova nesta terça-feira.

Encontrar um companheiro de zaga para Gerard Piqué é a principal prioridade dos campeões espanhóis antes do fechamento da janela de transferência no fim do próximo mês. Apesar de o PSG estar relutante em liberar Thiago, o presidente do Barça, Sandro Rossel, deixou claro que dinheiro não será problema.

Thiago Silva, de 28 anos, tem contrato até 2017 e está avaliado em 40 milhões de euros (52,2 milhões de dólares), de acordo com o site transfermarkt.com, que monitora o mercado de transferências no futebol.

"Ele é um jogador que nós desejamos contratar há muitos anos", disse Vilanova, em sua primeira entrevista coletiva desde o início da reapresentação dos jogadores do Barcelona.

"Ainda há uma chance e gostaríamos que ele se juntasse a nós", acrescentou o treinador, de 44 anos, que ainda está com a aparência fragilizada em consequência de um tratamento contra um câncer de garganta.

"Se ele não vier, então outro jogador virá, nós vamos com certeza contratar um zagueiro."

Vilanova estava acompanhado do diretor esportivo Andoni Zubizarreta, que reconheceu que outro brasileiro, Marquinhos, da Roma, "é um jogador interessante" que tem "um futuro promissor".

Em entrevista a uma televisão da Catalunha, o presidente do Barcelona disse que o preço por Thiago "não era um problema" e que o dinheiro não é relevante para o fundo do Catar que é proprietário do PSG.

"O que está acontecendo é que eles não querem sentar para negociar", disse Rossel à 8TV. "Eles não têm nenhuma necessidade de dinheiro."

(Reportagem de Elena Gyldenkerne)

 
Zagueiro do Paris St. germain Thiago Silva durante coletiva de imprensa em Paris. O Barcelona ainda tenta levar Thiago Silva ao Camp Nou, mas vai buscar outras opções se não conseguir fechar com o capitão da seleção brasileira, disse o técnico Tito Vilanova nesta terça-feira. 5/07/2013. REUTERS/Pascal Rossignol