Impulso econômico compensou gasto com Olimpíada, diz Grã-Bretanha

sexta-feira, 19 de julho de 2013 11:18 BRT
 

Por Keith Weir

LONDRES, 19 Jul (Reuters) - Os benefícios econômicos da realização da Olimpíada de 2012 em Londres já superaram o gasto público de 9 bilhões de libras (13,7 bilhões de dólares) na organização do evento, disse o governo britânico nesta sexta-feira.

Um ano depois, a Olimpíada continua sendo uma boa lembrança para a maioria dos britânicos, e a economia dá sinais de recuperação após uma longa estagnação.

Ávido por mostrar que os Jogos tiveram um impacto duradouro, o governo disse ter calculado que a Grã-Bretanha recebeu um impulso econômico de 9,9 bilhões de libras em comércio e investimentos em decorrência do evento, e que os gastos de turistas estrangeiros cresceram 600 milhões de libras no ano passado.

Antes da Olimpíada, o primeiro-ministro David Cameron havia colocado como meta um impulso econômico na ordem de 13 bilhões de libras, o que ainda poderá ser alcançado. Alguns economistas, no entanto, já questionaram a base do governo para fazer tais previsões.

Eles alertam que é difícil quantificar o impacto econômico exato de grandes eventos esportivos, e que as somas envolvidas tendem a ser relativamente modestas.

A Grã-Bretanha tentou usar a atenção internacional despertada pela Olimpíada para se apresentar como um lugar para fazer negócios. O governo promoveu uma série de conferências paralelas aos Jogos para passar seu recado a centenas de executivos que estiveram em Londres.

"Estamos aproveitando o impulso olímpico e cumprindo o duradouro legado empresarial dos Jogos, que ajudará a fazer da Grã-Bretanha uma vencedora na corrida global", disse Cameron em nota.

Outro relatório, de um consórcio liderado pela firma de contabilidade Grant Thornton, disse que os Jogos poderão gerar benefícios de 28 a 41 bilhões de libras até 2020.

O UK Trade and Investment, órgão público que contabilizou as cifras governamentais, disse que elas incluem 5,9 bilhões de libras em faturamento decorrente de conferências a respeito dos Jogos, 2,5 bilhões em investimentos adicionais no país, e 1,5 bilhão de libras em contratos para futuras edições das Olimpíada e Copas do Mundo no Brasil e na Rússia.

Alguns dos investimentos citados no relatório, no entanto, não tinham relação clara com os preparativos olímpicos em Londres -- caso de uma estação elétrica no bairro de Battersea, instalada por um consórcio da Malásia.

 
Entusiasta britânico posa para foto em Trafalgar Square antes do desfile olímpico pelo centro de Londres. Os benefícios econômicos da realização da Olimpíada de 2012 em Londres já superaram o gasto público de 9 bilhões de libras (13,7 bilhões de dólares) na organização do evento, disse o governo britânico nesta sexta-feira. 10/09/2012. REUTERS/Luke MacGregor