Ferrari dá reprimenda em Alonso no aniversário do espanhol

segunda-feira, 29 de julho de 2013 18:10 BRT
 

29 Jul (Reuters) - A Ferrari deu uma rara reprimenda pública ao espanhol Fernando Alonso nesta segunda-feira, dia do aniversário do piloto, por conta das críticas feitas por ele depois do Grande Prêmio da Hungria no domingo.

"Sempre pedimos a todos os grandes campeões que pilotaram para a Ferrari que colocassem os interesses da equipe acima dos seus próprios", disse o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, ao piloto espanhol durante conversa por telefone para lhe desejar um feliz 32º aniversário, segundo o site da equipe (www.ferrari.com).

"Esse é o momento de permanecer calmo, evitar polêmicas e mostrar humildade e determinação em dar sua própria contribuição, ficando ao lado do time e das pessoas que fazem parte dele tanto dentro quanto fora da pista", acrescentou o dirigente.

Alonso terminou com a quinta posição no circuito de Hungaroring e caiu para a terceira colocação no campeonato, 39 pontos atrás do líder, o atual tricampeão Sebastian Vettel, da Red Bull, faltando nove corridas para o fim da temporada.

Indagado após a corrida que tipo de carro ele queria de aniversário, o bicampeão respondeu a jornalistas italianos: "Aquele que os outros têm".

Questionado ainda o que pretendia fazer durante a paralisação da Fórmula 1 em agosto, com a temporada tendo chegado à metade, ele respondeu: "Vou rezar".

O site da Ferrari disse que os comentários de Alonso "não caíram bem para Montezemolo, e para ninguém da equipe" e que o dirigente "deu um puxão de orelha" no piloto durante a conversa telefônica.

A polêmica acontece depois que o empresário de Alonso foi visto entrando no motorhome da Red Bull na Hungria, o que gerou especulações nos paddocks de que os atuais campeões de construtores consideram contratar o espanhol para ser companheiro de equipe de Vettel.

O australiano Mark Webber, atual companheiro do alemão na Red Bull, já anunciou que deixará a categoria ao término desta temporada.

Alonso tem contrato com a Ferrari até 2016 e é incontestavelmente o piloto número um da equipe, à frente de seu companheiro, o brasileiro Felipe Massa, e geralmente recebe generosos elogios de Montezemolo.

(Reportagem de Alan Baldwin e Ed Osmond)