Bilionário russo corta gastos com Anzhi e pode vender jogadores

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 12:42 BRT
 

Por Anton Kolodyazhnyy

MOSCOU, 7 Ago (Reuters) - O clube russo Anzhi Makhachkala pode ser forçado a vender alguns dos jogadores que comprou a peso de ouro nos últimos anos, devido à frustração do proprietário Suleiman Kerimov com a falta de sucesso do clube, o que levou o bilionário a reduzir os investimentos no time.

O Anzhi investiu pesado em reforços desde que foi comprado pelo empresário russo em 2011, mas o dinheiro não foi suficiente para garantir vitórias. O time terminou em 3o no Campeonato Russo na temporada passada e conquistou apenas dois pontos nos primeiros quatro jogos desta temporada.

O presidente do clube, Konstantin Remchukov, indicou no Twitter que o Anzhi pode vender vários jogadores para reduzir os custos e trazer de volta o técnico Gadzhi Gadzhiyev, que deixou o comando do time em setembro de 2011.

Isso encerraria a passagem do técnico Rene Meulensteen após apenas dois jogos. O holandês substituiu o compatriota Guus Hiddink em 22 de julho.

"A principal notícia é que haverá uma reorganização no Anzhi. Muitos jogadores caros vão sair, e o orçamento será de 50 a 70 milhões de dólares por ano", tuitou Remchukov.

O site russo sports.ru estimou o orçamento do Anzhi em 2012 em 180 milhões de dólares.

Entre os jogadores contratados recentemente pelo Anzhi, o atacante camaronês Samuel Eto'o é o maior destaque. O time também conta atualmente em seu elenco com os brasileiros Ewerton Almeida, João Carlos, Jucilei e Willian.