Atleta dos EUA Nick Symmonds critica lei russa contra gays

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 14:48 BRT
 

Por Mitch Phillips

MOSCOU, 7 Ago (Reuters) - O corredor norte-americano várias vezes campeão nacional dos 800 metros Nick Symmonds tornou-se o primeiro competidor no Mundial de Atletismo a criticar a lei contra a propaganda gay na Rússia, mas disse que não irá se manifestar mais sobre o tema em respeito ao país sede.

Symmonds, quinto colocado nos 800m na Olímpiada de 2012 e um possível medalhista no Mundial que acontece na próxima semana, escreveu em seu blog na revista Runner's World que "discorda" da controversa nova lei, que condena a promoção da homossexualidade e tornou-se um batata quente política antes da Olimpíada de Inverno de Sochi, em 2014.

O presidente dos EUA, Barack Obama, entrou na polêmica na noite de terça-feira, dizendo que "não tinha paciência" com a Rússia sobre o assunto, enquanto outras personalidades esportivas de alto nível também se manifestaram contra a medida.

"Várias pessoas, que me conhecem por ser um atleta relativamente vocal quando se trata de questões políticas, ficaram animadas ao me ouvir falar como é competir em um país com questionáveis leis ​​de direitos humanos", escreveu Symmonds.

"Essas leis, que não proíbem expressamente de ser homossexual, criminalizam a discussão pública sobre homossexualidade, especialmente com estrangeiros. Como um americano, eu acredito na liberdade de expressão e igualdade para todos, e portanto discordo das leis que a Rússia instituiu", escreveu o atleta.