9 de Agosto de 2013 / às 20:50 / em 4 anos

Agência Mundial Antidoping suspende único laboratório brasileiro credenciado

SÃO PAULO, 9 Ago (Reuters) - A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) anunciou nesta sexta-feira a suspensão do credenciamento do Ladetec, no Rio de Janeiro, único laboratório brasileiro autorizado a fazer exames antidoping.

“A suspensão, que torna-se efetiva em 8 de agosto de 2013, proíbe o Ladetec de realizar quaisquer atividades antidoping relacionadas à Wada”, informou a agência mundial em nota em seu site.

O Ladetec (Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico) tem 21 dias para recorrer da decisão à Corte Arbitral do Esporte.

A Wada é responsável pelo credenciamento de laboratórios antidoping e explicou que pode suspendê-los em caso de falha no cumprimento dos padrões internacionais, para “manter os mais altos padrões de qualidade”.

A agência não especificou as supostas falhas cometidas pelo Ladetec, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Em nota, o Ministério do Esporte disse que dará apoio à universidade federal na busca de solução para os problemas, “de modo que o laboratório se ajuste às normas internacionais no menor prazo possível e retome as atividades”.

“A UFRJ está ciente de que a decisão da Wada requer providências imediatas para melhorar a infraestrutura e cumprir todos os requisitos de qualidade e segurança preconizados pela agência mundial”, acrescentou.

Segundo a Wada, “uma outra decisão sobre possível revogação do credenciamento do laboratório será tomada pelo comitê executivo da Wada.”

A decisão de suspender o Ladetec é um revés para o Brasil, que vai sediar a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

O comitê organizador dos Jogos de 2016 informou não ter conhecimento do problema que levou à suspensão do laboratório, mas disse que, de acordo com o dossiê de candidatura, o Ladetec receberá um novo prédio na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“A construção começou em fevereiro e está prevista para ser concluída no primeiro semestre de 2014. Com a reforma, o laboratório será capaz de realizar 7.000 testes durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016”, disse o comitê em nota.

O Ministério do Esporte disse ter repassado 15,7 milhões de reais à UFRJ para a construção de um novo prédio, e que foram investidos mais 12,8 milhões de reais “em aquisição de novos equipamentos, importação de substâncias e treinamento de equipes do laboratório, entre outras ações”.

Reportagem de Tatiana Ramil

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below