Farah conquista 10 mil metros motivado por derrota anterior

sábado, 10 de agosto de 2013 17:40 BRT
 

Por Alison Wildey

MOSCOU, 10 Ago (Reuters) - ‘De novo não' era o único pensamento estimulando o bicampeão olímpico Mo Farah a dar mais do que o máximo de sua velocidade e resistência para conquistar a vitória nos 10 mil metros no campeonato mundial neste sábado.

Farah tinha percorrido três quartos de sua famosa disparada final mas ainda tinha o etíope e detentor do título Ibrahim Jeilan, que lhe tirou o ouro tão dolorosamente dois anos atrás, junto ao ombro.

No último mundial em Daegu, Jeilan cruzou a linha por pouco e roubou do britânico seu primeiro título mundial, mas desta vez ficou assistindo seu rival vencer com o tempo de 27min21seg71.

O etíope teve que se contentar com a prata em 27min22seg33, e o queniano Paul Tanui levou o bronze com 27min22seg61.

"Lembro que dois anos atrás quase exatamente a mesma coisa aconteceu", disse Farah em uma coletiva de imprensa.

"Na última volta, via que ele estava ali e pensava ‘você tem que fazer essa volta contar, mas ao mesmo tempo guardar alguma coisa pro final".

Farah, franco favorito e disputando sua primeira prova de longa distância desde sua vitória na Olimpíada de Londres, parecia calmo e concentrado durante a final.

Sabendo que podia superar seus rivais no retão, Farah se contentou em se misturar com o grupo durante a maior parte da corrida, deixando os quenianos e etíopes determinarem o ritmo antes de tomar a iniciativa na penúltima volta.

O corredor de 30 anos, que trabalhou com o treinador de velocidade John Smith para afiar sua velocidade na chegada, assumiu a dianteira e começou a aumentar o ritmo. Jeilan o seguia de perto, mas no retão já sabia ter perdido o título.

Saudado por uma plateia esparsa, o britânico cruzou a linha de chegada com os braços abertos.