Técnico da Itália coloca encontro com papa à frente de amistoso

segunda-feira, 12 de agosto de 2013 19:25 BRT
 

ROMA, 12 Ago (Reuters) - O encontro com o papa Francisco é mais importante do que o amistoso da Itália contra a Argentina na quarta-feira, disse o técnico Cesare Prandelli a repórteres nesta segunda-feira, discordando do atacante Mario Balotelli.

As equipes devem visitar o papa na terça-feira e, embora Balotelli tenha dito que estava ansioso para o encontro, ele teria considerado o jogo como prioridade.

"Nós disputamos jogos de futebol a cada dia, a cada semana, por outro lado, você só visita o papa uma vez na vida, é uma nova emoção", afirmou Prandelli a repórteres.

"Se Balotelli disse que a partida contra a Argentina é mais importante do que uma audiência com o papa Francisco, então eu não concordo com Mario."

Prandelli disse que o papa, que é argentino, vai dar um significado especial à partida, a primeira entre os rivais em 12 anos.

"As duas equipes estão no mesmo hotel, e o espírito deve ser que este jogo é uma celebração para todos", acrescentou.

Balotelli, que deixou a Copa das Confederações no Brasil mais cedo por causa de uma lesão, comemorou seu 23º aniversário nesta segunda-feira.

"Seu maior presente seria encontrar a convicção no campo, para que ele possa ser um jogador verdadeiramente decisivo", disse Prandelli.

Balotelli pode formar uma parceria com Pablo Osvaldo na quarta-feira, depois que o jogador nascido na Argentina foi liberado do 'castigo' por Prandelli.

"Eu vejo Balotelli e Osvaldo como tendo um enorme potencial", disse Prandelli, que deixou o atacante da Roma Osvaldo de fora da Copa das Confederações por seu comportamento durante a final da Copa da Itália contra a Lazio.

Osvaldo, cujo futuro na Roma ainda é incerto, demonstrou publicamente sua desaprovação para o técnico interino Aurelio Andreazzoli após ter ficado de fora do time titular no jogo contra a Lazio.