18 de Agosto de 2013 / às 19:14 / 4 anos atrás

Hofmann decide e Borussia Dortmund vence no final

18 Ago (Reuters) - O Borussia Dortmund sofreu para superar a defesa sólida do Eintracht Braunschweig até que Jonas Hofmann, em seu quinto jogo de Campeonato Alemão, marcou um gol e sofreu um pênalti no final da partida para completar a vitória por 2 x 1 neste domingo.

Hiroshi Kiyotake marcou de falta aos 44 minutos do segundo tempo e deu ao Nuremberg o empate por 2 x 2, em casa, contra o recém-promovido Hertha Berlim, em outro jogo deste domingo, dez minutos depois de os visitantes ficarem em vantagem com um pênalti controverso.

O Dortmund, vice da Liga dos Campeões ano passado, é um dos cinco times que ganharam as duas primeiras partidas da Bundesliga, ao lado do Bayer Leverkusen, Bayern de Munique, Mainz e Werder Bremen.

O também recém-promovido Braunschweig é um dos cinco times que ainda não têm pontos.

O Dortmund encontrou no Braunschweig um adversário teimoso, mas a sorte deles mudou quando Hofmann, aos 23 minutos do segundo tempo, substituiu o atacante Pierre-Emerick Aubameyang, que marcou três gols na sua estreia contra o Augsburg, semana passada.

Sete minutos depois, o jogador de 21 anos tabelou com Mats Hummels e marcou, quase sem ângulo, com um chute que ainda bateu na trave.

A quatro minutos do fim, Hofmann entrou na grande área e foi derrubado. Marcos Reus, outro jogador que entrou no segundo tempo, marcou de pênalti.

O Dortmund ainda sofreu um gol de cabeça de Kevin Kratz, aos 44 minutos do segundo tempo, que bateu atrás da cabeça de Robert Lewandowski antes de balançar as redes. Foi o primeiro gol que o time sofreu na temporada.

O Nuremberg saiu à frente a cinco minutos do fim do primeiro tempo, quando Daniel Ginczek roubou a posse de bola e soltou para Josip Drmic tocar na saída de Thomas Kraft, goleiro do Hertha.

O Hertha, que começou a campanha com um 6 x 1 sobre o Eintracht Frankfurt semana passada, parecia que chegaria a seis pontos em dois jogos quando viraram a partida após o intervalo.

Eles empataram por volta dos 15 minutos da etapa final, em um chute de Sami Allagui que desviou no defensor Berkay Dabanli e fizeram o segundo em um pênalti convertido por Ronny que Alexander Baujohann sofreu, a 11 minutos do fim.

A decisão motivou protestos irritados do Nuremberg, que alegou que Pinola acertou a bola. Mas tudo foi esquecido quando o gol fabuloso de Kiyotake garantiu o segundo empate consecutivo do Nuremberg.

Reportagem de Brian Homewood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below