Felipão diz que retranca da Austrália é teste para Copa do Mundo

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 20:14 BRT
 

6 Set (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari acredita que a Austrália jogará de maneira defensiva contra a seleção brasileira no amistoso de sábado e que isso será um bom teste para a equipe visando a Copa do Mundo de 2014.

"Vou tirar muito proveito desse jogo. A Austrália costuma jogar com nove jogadores atrás, tem sete ou oito com quase 1,90m e, por isso, será um adversário que apresentará alguns aspectos que pode se repetir contra algumas seleções na Copa do Mundo", disse Felipão em entrevista coletiva em Brasília, local da partida.

O treinador afirmou que, após o título da Copa das Confederações, 17 ou 18 jogadores têm perspectivas de ficar no grupo para o Mundial, mas alertou que "ninguém tem lugar cativo no time".

"A minha tarefa é convocar os melhores para a seleção brasileira, formar um grupo de 23 jogadores. É isso que eu vou fazer nos amistosos que antecedem a Copa do Mundo", acrescentou.

Sem confirmar o time titular para enfrentar os australianos, Felipão disse que as ausências de Daniel Alves, Fred e Hulk, que estão machucados, abrem possibilidade de novas observações. O meia Oscar, com uma torção no tornozelo, ainda é dúvida.

Felipão coloca o jogo contra a Austrália como o início da caminhada rumo à Copa em casa. Ele prefere deixar para trás o título conquistado na Copa das Confederações, em junho, quando o Brasil venceu seus cinco jogos, incluindo a goleada por 3 x 0 sobre a Espanha na final.

Ele contou que após a decisão, o coordenador técnico da seleção, Carlos Alberto Parreira, relatou sua experiência aos jogadores de ter sido campeão da Copa das Confederações em 2005 como treinador, mas que no ano seguinte, no Mundial, o time acabou eliminado.

"O Parreira alertou que tinha sido campeão da Copa das Confederações em 2005, mas que no ano seguinte as coisas deram errado na Copa do Mundo. Então é isso, e os jogadores estão conscientes, o título da Copa das Confederações faz parte do passado, não vale mais nada", disse Felipão.

"Temos de começar a nossa trajetória a partir do amistoso de amanhã contra a Austrália e depois nos outros amistosos."

Na terça-feira, o Brasil enfrenta Portugal em Boston, nos Estados Unidos.

 
O técnico Luiz Felipe Scolari comanda Marcelo e Neymar durante treino do Brasil nesta sexta-feira. REUTERS / Ueslei Marcelino