Tóquio é escolhida sede da Olimpíada de 2020

sábado, 7 de setembro de 2013 19:42 BRT
 

Por Ossian Shine

BUENOS AIRES, 7 Set (Reuters) - Tóquio foi escolhida a sede da Olimpíada de 2020 neste sábado, derrotando Istambul e Madri em votação do Comitê Olímpico Internacional (COI), depois que o primeiro-ministro Shinzo Abe dirigiu-se ao COI em pessoa para dissipar os temores em torno dos problemas de vazamento da usina nuclear de Fukushima.

A capital japonesa conquistou o direito de sediar o evento de gala do esporte pela segunda vez na história, após dois anos de lobby intenso e dezenas de milhões de dólares investidos na campanha.

A narrativa elegante de Abe na apresentação da candidatura japonesa parece ter funcionado perfeitamente, já que Tóquio venceu de maneira convincente, com 60 votos contra 35 de Istambul. Madri foi eliminada na primeira rodada da votação.

A primeira vez que Tóquio recebeu uma Olimpíada foi em 1964, quando os Jogos estrearam na Ásia.

"Gostaria de agradecer a cada um do movimento olímpico, iremos sediar Jogos Olímpicos maravilhosos", disse Abe à Reuters.

Tsunekazu Takeda, líder da equipe de campanha japonesa, acrescentou: "É uma grande honra que Tóquio tenha sido escolhida. A primeira coisa que farei quando voltar é agradecer ao Japão inteiro", afirmou à Reuters.

Para Istambul, foi a quinta campanha sem sucesso para receber a Olimpíada.

"Acho que foi um eleição entre uma candidatura tradicional e novos ares, e hoje foi a candidatura tradicional que venceu", disse Thomas Bach, vice-presidente do COI e candidato à presidência da entidade, à Reuters.

Madri, que havia feito uma candidatura modesta e de orçamento equilibrado, foi eliminada na primeira rodada da votação secreta dos membros do COI, após ficar empatada com Istambul. A tentativa de sediar os Jogos de 2020 foi a terceira candidatura fracassada consecutiva da capital espanhola.

A próxima Olimpíada será sediada pelo Rio de Janeiro, em 2016.

 
Delegação do Japão, incluindo o premiê japonês, Shinzo Abe, (2º à direita) comemora a escolha de Tóquio como sede dos Jogos Olímpicos de 2020, em votação do COI em Buenos Aires. 07/09/2013 REUTERS/Ian Walton/Pool