Reservas do Comitê Olímpico Internacional chegam perto de US$ 1 bi

domingo, 8 de setembro de 2013 11:38 BRT
 

Por Karolos Grohmann

BUENOS AIRES, 8 Set (Reuters) - As reservas financeiras do Comitê Olímpico Internacional (COI) ficaram perto da marca de um bilhão de dólares em 2012. Quando o presidente da entidade, Jacques Rogge, que está de saída do cargo, assumiu o Comitê há 12 anos, as reservas eram de 105 milhões de dólares.

As informações foram dadas pelo próprio Rogge neste domingo em sessão do COI. Rogge, que substituiu o espanhol Juan Antonio Samaranch, deixará o cargo na terça-feira.

Ele disse que as finanças do Comitê melhoraram por conta dos acordos de direitos de transmissão dos jogos e dos patrocínios.

"Nossas reservas cresceram de 105 milhões de dólares em 31 de dezembro de 2001 para 901 milhões de dólares em 31 de dezembro de 2012", afirmou ele durante sessão do COI na capital argentina.

Rogge tem buscado aumentar as reservas do COI durante a sua presidência, principalmente depois da crise econômica de 2008, com o objetivo de assegurar a existência da organização caso haja o cancelamento de algum dos Jogos ou um evento inesperado.

"Essa reserva assegura a continuidade do COI mesmo se houver uma grande crise nos Jogos", disse.

Ele afirmou que direitos de transmissão para o período 2014-16 atingiram 4 bilhões de dólares, e ainda há territórios com acordos para serem finalizados. Os direitos para o período 2002-04 renderam praticamente a metade disso.

"O mercado de direitos de TV é claramente muito sólido, e nós obviamente não estamos sofrendo com a queda do rendimento das TVs, como muitos previram", afirmou Rogge.