September 8, 2013 / 7:58 PM / 4 years ago

Tóquio 2020 reforça o dinamismo da economia asiática

4 Min, DE LEITURA

Por Ossian Shine

BUENOS AIRES, 8 Set (Reuters) - A decisão de premiar Tóquio com a Olimpíada de 2020 foi um triunfo dos negócios e do bom senso, além de um reforço claro para economia dinâmica da Ásia e o lugar dela no futuro do esporte mundial.

Os responsáveis pelo maior evento multiesportivo do mundo poderiam ter selecionado uma bem-preparada Madri ou ir para Istambul, uma nova região para os jogos, o que seria uma forma de contribuir com a paz no Oriente Médio.

No entanto, o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu pela capital japonesa.

Tóquio foi não só o que o presidente do COI, Jacques Rogge, chamou de "mãos seguras", como também a chance de investir bilhões de dólares na região mais populosa do mundo.

O presidente da candidatura olímpica Thomas Bach disse que foi a escolha entre o tradicional e novos locais.

"Desta vez, os membros do COI, em um mundo frágil, decidiram a favor da tradição e da estabilidade", afirmou.

O apelo de Tóquio, que superou as preocupações por causa do desastre nuclear de Fukushima a apenas 230 quilômetros da capital, foi além de segurança e tradição.

A força financeira e a posição da economia mais dinâmica do mundo também foram irresistíveis.

"Nós sabemos que eles cumprem o que prometem e têm força financeira. Podemos confiar neles", disse o australiano Kevan Gosper, membro do COI.

No fim, Tóquio foi premiada por uma estratégia que ressaltou uma economia sólida e um longo currículo de promessas cumpridas.

A capital japonesa colocou um orçamento de 4,5 bilhões de dólares na frente do COI um ano antes da votação, assegurando que o dinheiro para os Jogos já estava separado.

Isso foi música para os ouvidos dos membros do COI, sensíveis ao impacto da crise econômica mundial nos esportes nos últimos anos, especialmente na formação de atletas.

O COI também está consciente dos obstáculos que enfrenta a preparação do Rio de Janeiro para 2016 e não quis correr riscos na escolha de 2020.

Problemas Do Rio

"Com a infraestrutura moderna deles e a habilidade de sediar e organizar eventos esportivos de nível mundial, estamos convencidos de que as Olimpíadas e as Paralimpíadas de 2020 serão um grande sucesso", disse o xeque Ahmad Al Fahad Al Sabah, chefe do comitê olímpico asiático.

"O compromisso (de cumprir as promessas) foi importante. Os problemas com o Rio também influenciaram na decisão", ele afirmou à Reuters.

Além disso, o time da campanha de Tóquio lembrou os membros do COI do enorme potencial de marketing da Ásia.

"A Ásia é o único continente do mundo com mais pessoas morando nos seus próprios territórios que fora deles", disse Fujio Cho, presidente da Associação Esportiva do Japão e presidente honorário da Toyota.

"Consequentemente, é o maior mercado do mundo, com bilhões de apaixonados por esportes", acrescentou.

"As três campanhas eram fortes", disse John Coates, membro do comitê executivo do COI, que disse que a escolha foi boa para os atletas.

"Foi bom também para o movimento olímpico porque muitos dos nossos parceiros econômicos estão na Ásia", disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below